junho 23, 2007

De Onde Vem?


Procuro respostas e não encontro.
De onde vem essa saudade que arrebata?
De onde vem essa falta que massacra?
De onde vem essa tristeza que maltrata?
De onde vem esse vazio que alastra?
Talvez no fundo eu saiba as respostas...
Vem do meu bem querer você.

7 comentários:

crisblog disse...

Que lindo, segredos.

A saudade mata, não é amiga?...

Estou por conta dela também.

Beijos.
Saudades de vc tb!

jorge disse...

minto uma saudade que não morre
embalo o teu silêncio que me fere
seduzo este vazio que percorre
a alma e o coração de quem te quer.

respondo na pergunta já sabida
à ânsia de te ter perto de mim
em todos os momentos desta vida
na cama,junto à mesa,no jardim.

Segredos da Esfinge disse...

Cris,
Se não mata fere.
Bjos

Jorge,
Você tem o DOM de reproduzir o que eu não consigo dizer, e você ainda transforma em poesia.
Ainda bem que você voltou.
Beijos

citadinokane disse...

Quando os negros escravizados vinham da África para o Brasil,separados de suas famílias, eles sentiam uma saudade terrível, frágeis e chorosos acabavam morrendo, essa saudade era chamada de banzo...
É possível morrer de saudade, viu?!
Beijos cheio de banzo... ehehehe...
Pedro

Segredos da Esfinge disse...

Pedro,
Então descobri o que sinto.
Espero não morrer de BANZO.
Beijos

Menina do mar disse...

Que coisa mais linda Esfinge...
Como sei o que é sentir saudades dessas...
Um beijo e obrigada por partilhar tão grandiosa mensagem connosco!

J@de disse...

Assim foi a saudade docê durante a semana garota...
Mil beijos!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin