junho 28, 2007

O Passar do Tempo

Tic, tac, tic, tac, tic, tac,
tic, tac, tic, tac, tic, tac,
tic, tac, tic, tac, tic, tac,
tic, tac, tic, tac, tic, tac,
tic, tac, tic, tac..........


Cada dia parece uma hora,
Cada hora parece um minuto,
Cada minuto parece uma fração de segundo,
Quando a felicidade dá o ar da graça..
.
.
Mas se a tristeza se faz presente,
Tudo é o inverso,
E o tempo se arrasta
.
.
.
Ticcccccccccccccccccccccccccccccc,
tacccccccccccccccccccccccccccccccc,
ticccccccccccccccccccccccccccccccc,
tacccccccccccccccccccccccccccccccc,
ticccccccccccccccccccccccccccccccc,
tacccccccccccccccccccccccccccccccc,
ticccccccccccccccccccccccccccccccc,
tacccccccccccccccccccccccccccccccc...

7 comentários:

Blanche disse...

O tempo, querida Segredos... e o que fazemos com ele define uma vida inteira! Beijinhos

Edson Marques disse...

Nunca vi metáfora tão linda e perfeita sobre os tempos que sentimos!






Se você não encontrar razões para ter tempo, invente-as.



Abraços, flores, estrelas..

.

J@de disse...

E a gente fica rezando pro tempo correr de novo...
Beijos!!

Segredos da Esfinge disse...

Blache,
Exatamente!! Sendo assim não podemos jogar fora o tempo precioso.
Beijinhos

Edson,
Bondade sua, mas fico feliz que tenha gostado, ainda mais vc que tem intimidade com as metáforas.
Beijos

Jadinha,
Rezamos sim.
beijinhos

Mosana disse...

q triste...
me lembrei de qnd li no colégio.. "passa tempo tica tac
tic tac passa hora
passa tempo tic tac
tempo passa sem demora"
sei lá porque nunca esqueci.. foi num sarau da 7ª série...
não sei o autor..
beijos e bom fds!

crisblog disse...

tic tac tic tac...

Estou por conta dele tb !

Beijos.

Emilia disse...

É bem verdade. O tempo é bem psicológico, corre ou pára, conforme o sentimos.Lindo o seu post.
Bjinho.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin