julho 27, 2007

Dindinha


Ontem!!!
Quase 24h00, faltava pouquinho para o fim do dia. Toca o telefone.


- Dindinha!
- Oi! Meu Lindo!
- Eu pedi pra mamãe ligar para você, porque eu tô com saudade.
(Esfinge respira fundo.... de emoção, ele só tem quatro anos e já sofre do mesmo sentimento que a madrinha.... "saudade")
- Amor! dindinha também sente saudade de você.
- Então pega a nossa foto, da minha festinha "do caipira" e abraça.
(Esfinge respira fundo novamente... ele adora abraço igual a madrinha)
- Dindinha... beijo de boa noite, que já tô com soninho.


Depois de um dia cheio de trabalho, poderia haver presente melhor? Afinal, as crianças só dizem o que sente.

12 comentários:

Sofia disse...

As crianças têm uma sensibilidade incrível e sabem como nos emocionar.
Abraços e um ótimo fim de semana.

Monika disse...

Realmente sem palavras. A melhor coisa do mundo, sem dúvida são as crianças...na minha opinião. Acredito que nessa noite dormiu muito melhor. É sinal q a "Didinha" é mto kida.

Beijocas

J@de disse...

Criança fala cada coisa né? Mas são sempre sinceras!! E seu afilhado é fofo!!
Beijos!!

Edson Marques disse...

Esfinge,



As crianças governarão o Mundo!



Pena que elas cresçam, antes disso...





Abraços, flores, estrelas..


.

Guto Melo disse...

Dindinha, que coisa linda!

Menina do mar disse...

O que lhe aconteceu Esfinge? Tenho passado todos os dias por cá e já sinto falta de ler um post novo seu.
Resolveu «dar um tempo»?
Um beijo com saudades e amizade, volta depressa vai!

Tozé Franco disse...

É bom receber telefonemas destes.
Um abraço.

crisblog disse...

Caramba, segredos, que lindo, amiga!!!!!!!

Beijos.

Emilia disse...

Madrinha derretida, pois claro, como não derreter com afilhado docinho assim?

citadinokane disse...

Mas que dindinha, hein? ahahaha...
Alô queridona, saúde e paz, mesmo com frio...
Pedro

Osc@r Luiz disse...

Lindo!
São essas coisas que gratificam a gente!
Beijo!

Vera Carvalho disse...

Acontece-me o mesmo com o meu sobrinho tantas vezes!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin