julho 05, 2007

Rilindinha de Malas Prontas


Já perdi as contas de quantas vezes escrevei aqui sobre "Despedida". Rilindinha vai voar para outros rumos. Não sei se fico feliz por ela, ou se fico triste por mim.
Não somos apenas "colegas de trabalho", existe um algo mais, existe amizade. Quando penso que falta tão pouco para o momento da partida, algo sufoca.
Como acostumar com a falta do sorrisão, ainda mais agora que é "Sorriso com grade", mas lindo como sempre.
Quem vai me dizer o tempo todo: "E se você morrer amanhã? Viva agora."
Como esquecer a dança da borboletinha!
E a Menina-Mulher que vi tão apaixonada pelo seu "Porta ao Lado" que antes era chamado de "Pastelzinho de Vento", quanta determinação para viver esse amor... e ela venceu. Mas a vida é assim mesmo, nada é para sempre.
A tristeza não é só minha, hoje foi a despedida dela, a turma da alegria estava presente, rimos tanto, foram lembranças de estórias e histórias vividas por nós.
Espero que ela não nos deixe de vez, encantada com algum marsupial herbívoro, quem sabe ainda pelo Crocodilo Dande.
Aguenta coração da Esfinge ....de tantas despedidas.

Um comentário:

J@de disse...

Aposto que ela também teve sua tristezinha por não poder mais ficar tão perto de vc!!
Mas as marcas deixadas do amor e amizade ficam para sempre!!
Rilindinha, mil beijos prá vc!!
E prá vc também minha amada amiga!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin