dezembro 30, 2007

Frente a Frente


Por vezes perdemos a oportunidade de dizer tudo que sentimos, pelo simples receio de parecermos ridículos, apaixonados. De que vale tudo isso? Depois nos damos conta de que já não podemos mais dizer e temos que suportar calado, mas ainda resta uma esperança de um dia dizer.

Eu e você frente a frente...
É o medo e o desejo;
É desconfiança e a esperança;
É o grito e o silencio;
É o gelo derretendo o fogo...
Eu e você frente a frente
É ter sempre que me confrontar;
Encarar meus erros e as minhas razões...
As minhas verdades e as minhas ilusões;
Meu poder e a minha impotência;
A minha liberdade e os meus limites...
Quando eu tô na sua frente,
Eu sinto toda a minha dor,
Mas só na sua frente eu posso sentir todo o meu amor
.
.
(Luiz Antônio Gasparetto)

Um comentário:

Edson Marques disse...

Gosto muiot do Gasparetto!


Tudo que calamos se transforma em veneno dentro de nós.

Garcia Lorca disse algo parecido.


Agradeço pelos teus comentários tão amáveis deixados no blog Mude.


Abraços, flores, estrelas e um glorioso 2008!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin