março 17, 2008

Criança ou Adulto


Quando ser Criança? Quando ser Adulto?
Ser criança birrenta, chorona, mimada é chato.
Bom mesmo é criança sapeca, levada da breca. Criança que pinta: “o sete, o oito, o nove e o dez”. Criança que sobe e desce muros e montes, que puxa cachorro pelo rabo, que rola pelo chão, que toma água da chuva, que solta pipa, que pula amarelinha, que toca campainha da casa da vizinha. Criança sem medo de nada, criança que só entende a liberdade, criança que não tem medo de bicho papão, que vira super-homem, mulher maravilha. Criança que levou choque na tomada, criança que jogou muita queimada, criança que andou de pé no chão, que brincou na enxurrada.
Quando essa criança cresce, vira adulto sem barreiras, sem medos. Adulto que finge ser adulto, porque a criança está ali bem guardada, prontinha pra ser acordada.
Infeliz do adulto, que deixa sepultada sua criança, nas memórias da infância.

* Essa culpa não vou levar comigo, nunca falei pra minha filha o que vejo constantemente os pais fazendo:
- Não mexe lá que o bicho papão te pega!
- Não mexe como cachorro que ele te morde!
- Não isso, não aquilo...!!
É preciso ... deixar que uma criança, seja criança.

(Esse post é dedicado para minha Tererê)

5 comentários:

Menina do mar disse...

é preciso ser criança eternamente sim. um espirito jovem não envelhece com a idade,não se sente deprimido, não olha a vida de forma enfadonha... vive antes cada dia de forma muito mais feliz! é tão bom ser criança! é tão bom ser inocente, não ter idade nem peso de uma vida stressada... olhar a vida com outros olhos, agradecer cada dia e deixar-se ser feliz!
Num poema que fiz para o meu avô terminava assim : e ser velhinho é mesmo isso... é ter a infância adormecida!
beijos

Cris Moreno disse...

Caramba, eu quero entrar na roda.. rsrs

Sabes, sou mais criança do que adulto. E levo sempre palmadas por isso.

Você me encanta com os seus posts.

Beijinhos.

Anônimo disse...

Que delícia, querida.........
Bjs.
Vivi

Emília disse...

Mais um texto encantador, cheio de sabedoria, de vida, de cor, de ternura, de cuidado - porque você faz seus textos e busca suas imagens com todo o cuidado e carinho, por isso é sempre muito lindo tudo o que partilha aqui com a gente.
Bem haja.Por ser assim.

paula barros disse...

É muito bom sermos adultas e deixarmos a nossa criança participar da nossa vida.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin