fevereiro 09, 2009

Enquanto Você Não Vem


Vou criando nova trilha sonora.
Vou jogando tudo que era passado fora.
Vou abrindo as janelas para o sol entrar.
Vou destrancando portas na alma para o amor chegar.
Vou resgatanto a paz que deixei escapar.
Vou aproveitando a minha própria companhia.
Vou redescobrindo que ainda há tempo.
Para quem sabe amar.

13 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Que lindo, Beija-Flor, só se abrindo é que podemos amar. E vc mostra que está realmente disposta, vc se desnuda no poema. Muito bonito e digni de elogio.
Querida:
Postei no Galeria. Gostaria que vc fosse apreciar o meu post e que deixasse a sua opinião.
Um abraço,
Renata

Menina do mar disse...

Lindo! Perfeito!

Menina do mar disse...

Lindo! Perfeito! Beijos e boa semana(:

Um Piá do Sul disse...

Tem dias que a gente acorda com a sensação de que tudo será aquela velha rotina de sempre. Não imaginamos que podemos sentir o calor da transformação. Ela acontece, a gente se transforma e somos feitos de escolha. Criar, jogar, abrir, destrancar, resgatar, aproveitar, redescobrir e amar.
São escolhas que a gente faz na vida assim como você cita no poema.
A vida é a vida, o que decidimos são as escolhas ou nos encontramos nesse mundão sem ter opção de escolha? Apenas pela força das atrações?
Não quero resposta, quero apenas viver esse momento lindo e que seja eterno enquanto dure.

Um beijo do seu Piá!

Verônica disse...

Enquanto vc não vem...
vou seguindo o meu caminho...
pintando as flores no meu destino..

Sonia Schmorantz disse...

Que lindas palavras, eu também espero ler mais vezes textos tão bonitos assim
abraço e boa semana

manzas disse...

No castelo
Das expressões,
Estas palavras
Sobrevoam
O mundo inteiro…
Acorrenta e entoam
Paz aos corações
E aqui
Ao lê-las…
Ficarei prisioneiro

Uma semana carregada
De saúde,
Paz…
E muito amor.

O eterno abraço…

-MANZAS-

poetaeusou . . . disse...

*
libertação total,
para o amor que tanto falas,
,
bem-hajas,
,
conchinhas, deixo,
,
*

silvioafonso disse...

.

"Abrir novas trilhas sonoras, mandando o passado embora". Radical, como radical é toda mulher bonita que se presa. Mulher de boca avermelhada e olhos na cor da conquista. Mulher faceira sem medo de errar e se necessário, abre o peito e mostra a alma. Pecar não é vergonha se a causa é nobre. Anda, mulher! Arregace as mangas e levante a saia. Jogue longe o que você calça e corra para quem, já cansado, vem sem pressa. Abra os braços e o sorriso, faça de sua companhia o paraíso, sem maçã e sem juízo.

silvioafonso






.

Eu disse...

Lindo! Adoro vir aqui! Tem um presente e um desafio pra você lá no meu Blog.
Beijo grande!

Uma aprendiz disse...

Que delicia esse lugar!

Gostei muito do texto, lí ouvindo o vídeo. Ai, ai.

No fundo somos eternas crianças.

beijos

aminhapele disse...

As minhas visitas e as minhas postagens vão ficando atrasadas.
Mas é sempre um prazer passar por aqui.
Ando a tratar de um pequeno problema de saúde e,creio,dentro em pouco regressarei à normalidade.
Um abraço.

paula barros disse...

Sempre há tempo. Esperança pede passagem para realizar os sonhos.


Gosto muito, muito do que você escreve. Admiro.

abraços

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin