fevereiro 26, 2009

Nº. 02 - Perguntas da Filha


Não foi a prmeira vez.
Pelo caminho das nossas andanças, sempre ouvindo música.
Lá vem ela:

- Mãe! (com som de mãnhe)
- Diga amada!
- Por que você não é poeta?
- Ué, eu sou mulher, não há como ser poeta!
- Ahhhhh! Táááá! Você entendeu bem o que eu disse né mãeeee! Poetisa, poetisa, poetisa.
- Florzinha, só pode ser poeta ou poetisa quem nasce com dom para ser.
- E você não nasceu?
- Não.
- Mãeeeeeee!
- Humm!
- Você não diz sempre que não é pra eu não mentir!?!
- O que tem a ver uma coisa com a outra?
- Tá mentindo pra mim mãe.
- Como assim?
- Pra ser poeta precisa ter sentimento, muito sentimento. Tipo assim: Igualzinho você tem.
- Eu tenho?
- Tem Mãe! Como tem.
- De onde você tirou essa idéia?
- De toda vez que você olha pra mim.

O fato é que ela cismou com a idéia. Nas últimas semanas tem me cobrado um poema. Vai entender essa menininha! Cá entre nós, estou mais para repentista. Afinal a vida é quase um improviso.

9 comentários:

Sight Xperience disse...

A Vida é um improviso!...Não existe ensaio, nem guião, nem mesmo um ensaiador!
Todos falam como ela (...a Vida)deveria ser...mas, só nós quando a sentimos cá dentro a podemos experimentar!
Parabéns beija-flor pela delicadeza deste cantinho!

Sonia Schmorantz disse...

Esta tua filha tem uma percepção maravilhosa das coisas do seu pequeno mundo...não a censure nunca, porque elas realmente falam o que sentem, e nós só aprendemos a ver bem as coisas desse modo, do contrário ficamos adultos, e perdemos toda nossa criatividade.
beijos

Alma Nua disse...

...cobranças de filhos
não podemos deixar pra trás.

tire a inspiração do
descanso, e a coloque
aqui para todos nós.

afinal vida de poeta
não é fácil.

acóórrda minina!!

rss

bjus, lindeza!

Menina do mar disse...

Esse dom está dentro de ti e já não precisas de procurar mais... econtraste-o!

Mariana Silveira disse...

Que maravilha de filha.

Eu disse...

Deixamos de ousar na vida, por que nos tornamos adultos... eu acredito na sua filha!!
Escreve logo este poema pra ela!
Beijo grande amiga!!

Danny Doo® disse...

Lindo isso...

Parece um pouco minha relação com minha mãe.

Ela me ensinou o gosto pelos livros e a ser curiosa, mas depois ela mesma perdeu um pouco dessa audácia... Acho q foi a vida!

Mas eu continuo insistindo para que ela não se perca de vista!

coitada, as vezes ela fica brava, mas no fundo acho que ela entende minha impaciência em vê-la como uma águia que não voa.

Enfim... é o que sinto...

Bjkas!!!

paula barros disse...

Ela está certíssima e você tem mentido para ela, para mim e principalmente para você. Sou sua fã Sra. Poetisa.

beijos

Emília disse...

Ela tá certissima!!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin