fevereiro 05, 2009

Em Busca de Respostas


Uma semana meio (inteira) complicada. Muito trabalho e pouco tempo para execução de todos eles. Como diz Terê: "Todo castigo pra corno é pouco." Para ajudar ainda mais, fiquei uns dias sem carro. Para quem vive em S.Paulo sabe muito bem o que é depender de transporte público.
Sem dizer que tenho a sensação que todos os diabos dão um jeito de avisar aos usuários que são completamente alérgicos ao banho que eu estou sem carro e todos os porcos fedidos e imundos fazem questão de pegarem o mesmo maldito ônibus que vou pegar. Aquele cheiro vai adentrando nas minhas narinas, aquela mistura de cebola, suor, mau hálito e tudo mais parece possuir o poder de impregnar até último fio de cabelo que eu tenho, meu estômago dá umas cem cambalhotas por minuto.

Ah! O meu humor...... esse vai ralo abaixo.

Só que de toda desgraça eu sempre tento tirar um proveito.
Nessas viagens de alguma forma eu tento desligar do mundo em volta (depois que meu nariz acostuma com o mau cheiro), com a falta de música o jeito é ocupar a cabeça de alguma forma. Lá vem os pensamentos, lá vem os questionamentos. Achei algumas respostas, outras ainda não encontrei. Quem sabe eu encontro alguma na próxima parada.
"Há perguntas que não precisam ser respondidas com pressa. Elas pertencem ao mundo que não pára. São perguntas que possuem o dom de fertilizar o plantio que somos nós. " (do livro: Quem me roubou de mim? - Pe. Fábio de Melo)

Presta atenção em seus pensamentos.
Pensamentos podem se tornar palavras.
Presta atenção em suas palavras.
Palavras podem se tornar atos.
Presta atenção em seus atos.
Atos podem se tornar hábitos.
Presta atenção em seus hábitos.
Hábitos determinam o seu caráter.
Presta atenção em seu caráter.
Seu caráter é o seu destino!
(Esta escrito na cabala )

14 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Foi até engraçado ler, porque é bem verdade quando dizem que uma bruxa nunca vem sozinha, por isso acontece esta sucessão de contratempos, mas a cabala é infinitamente sábia.
Um abraço e boa sexta-feira

Dama de Cinzas disse...

Ontem eu tive que pegar um ônibus no horário do "rush" e como hoje em dia trabalho na rua que moro, já tinha esquecido de como é ruim. Foi um flashback traumático... ahahah

Beijocas

O Profeta disse...

A terra dorme em sobressalto
Um grito brota da alma
Danço com esta bruma de Inverno
Rodopia em meu peito uma estranha calma

Águas despertas, Mar bravio
Cai sobre mim um nevoeiro perverso
Uma onda estende seu manto de espuma
Açoita as pedras adiando o regresso


Bom fim de semana


Mágico beijo

Teu Piá disse...

Como um bom estrategista de guerra, o general um dia foi soldado e esteve frente ao campo de batalhas eliminando seus obstáculos quase que de peito aberto. Hoje planeja e define coordenadas de um novos ataques. Se preciso for, voltará a ser soldado. Já viveu isso, já sentiu na pele todas as dores e rumores da falta de expectativa e falta de certezas de que voltaria bem. Voltou e ganhou suas estrelinhas.
Ainda bem que o mundo te preparou para todas essas “quebras de rotina” e “desvios de processos”. Acho que você se saiu bem. Prova que não é uma patricinha apesar do doce encanto da sua voz e de seus atos, aliás um lado seu que poucos conhecem na vida real.

Sentindo falta dos meus beijos, sinta uma rajada deles ai.

Bom Fim de Semana Ro.

Teu Piá

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Fazer amor é andar por
Caminhos da alma
Com o toque de um beijo
Sem pressa...
Sentir o roçar da mão no ombro
Daquele que caminha ao lado,
Acordar sempre com um
Eu te amo,
Renovado e sincero...
Ver juntos o por do sol,
Em silencio ler um livro
Numa velha poltrona..
Fazer amor é pisar na eternidade,
Fazer estrelas e sentir
O perfume das manhãs,
Sorrisos de sol,
Olhos de mar...
Fazer amor é realizar sonhos,
Viver na consistência do céu...

Sônia Schmorantz

Só passei para te desejar um lindo final de semana
Abraços

Obrigado pela visita

Tatiana disse...

Gostei...sua postagem me fez bem!

Leio todos os dias essas palavras que citou que estão escritas na cabala...pois as considero fortes e verdadeiras.

Vim apreciar e deixar-te um beijo carinhoso

Mariana Silveira disse...

verdade.
andar em ônibus c/ pessoas que fedem é froide ;/
legal é aqui.. quando pessoal vem pra o interior naqueles ônibus c/ ar condicionado ... Daí vc imagina o odor né? tudo abafado e a pessoa fedendo... ai... deus. ;\

perguntas, respostas, pressa.
vida, correria, tempo, necessidade..
e o que resta, pois?
;/

abraço.

Sonia Schmorantz disse...

A palavra mágica
dorme na sombra
de um livro raro.
Como desencantá-la?
É a senha da vida
a senha do mundo.
Vou procurá-la.
Vou procurá-la a vida inteira
no mundo todo.
Se tarda o encontro, se não a encontro,
não desanimo,
procuro sempre.
Procuro sempre, e minha procura
ficará sendo
minha palavra.

Carlos Drummond

Lindo domingo!
abraços

Quase Trinta disse...

Pegar ônibus já é horrível, com gente fedida então, ninguém merece..rs
bjs

Mentes Discrepantes disse...

Está aí dois bons temas pra escrevermos no nosso blog: porque as pessoas não usam desodorante e o caos que é depender do transporte público.

Nosso blog já está no ar, convidamos vc pra dar uma olhadinha.
Te aguardamos lá.

http://mentesdiscrepantes.blogspot.com/

Tozé Franco disse...

Olá Beija-Flor.
Eu moro perto do trabalho o que m,e traz algumas vantagens e, às vezes, também algumas desvantagens.
Gostei do poema.
Um abraço e boa semana.

Hellen Rêgo disse...

Oi Linda!!!
Paciência. Nada acontece sem razão.
mil bjos.

Menina do mar disse...

Onde andas minha amiga?
Tou a ressacar a tua visita :(
Beijos
Saudades...

Eu disse...

Nada contra quem usa transporte coletivo em cidades grandes... mas que chega a ser até uma questão de desrespeito a falta de higiêne de algumas pessoas. Quando tenho que ir à São Paulo de ônibus, vou munida do meu (inseparável) MP3. Por que, pior do que a mistura de odores, é ter que ficar sem minha músiquinha.
Espero que seu carro fique bom logo!
Beijo grande!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin