dezembro 09, 2006

Meu Porto Seguro

Sempre que chego em casa, ela vem ao meu encontro de braços abertos e ganho um monte de beijinhos. Faz questão de saber como foi meu dia, me conta suas novidades e que fez o que viu.

Mesmo que o cansaço esteja por perto, dedico um momento só nosso, fico brincando ou brigando com ela, afinal, faço questão de ver todos os cadernos, reclamo se falta capricho e ela já sabe bem qual é a frase: "Filha faça com capricho e não pra bicho" (ela foi aprovada com louvor).

Chegaram as férias, nos sobra tempo só para brincadeiras, beijos, abraços e muita risada. Adoramos música. Na última quinta-feira ficamos umas duas horas ouvindo músicas e dançando.
Claro que tenho que agüentar o rock que ela tanto gosta, mas a pequena tem que agüentar meu gosto musical também, gosto é gosto e valorizamos a companhia uma da outra.

E chegou minha vez de ouvir “Bridge Over Troubled Waters”. Num determinado momento ela me perguntou qual era a tradução da música, pedi um minutinho e achei a tradução na internet.

Quando terminei a leitura, ela me abraçou e disse assim:

- Mãe! Serei sempre sua ponte quando você precisar de mim.
Faltou-me o ar, faltaram palavras.
Ela percebeu que eu fiquei completamente emocionada e completou:
- Não precisa dizer nada. Eu também te amo.

3 comentários:

Emilia disse...

Que filhotinha linda Vc tem! Ela é sensível e meiga, igualzinha à mãe.Esses momentos de ternura entre as duas, ela vai guardar como reserva de confiança para enfrentar a vida.
Bjinhos para Vc e para sua 'ponte'e que ela esteja sempre aí quando Vc precisar.

J@de disse...

Ai que coisa mais linda!! Não existe amor maior nesse mudno mesmo!!
Beijos!!

Arturo O.Bandini disse...

Perfeito! Esses momentos valem a vida, não é?

Beijos pra você e pra sua filha.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin