dezembro 12, 2006

Mãos Atadas

Não há pior sensação na vida, de que a sensação de impotência.
Ser impotente contra injustiça, contra a crueldade alheia.
Infelizmente nos dias de hoje, já não posso mais agir como fazia anos atrás, pois as conseqüências dos meus atos já não refletem apenas em mim (quem é mãe sabe o que falo), meus atos são mais contidos, mais pensados.
Nem sempre posso mandar alguém pra tonga da mironga do cabuletê, é ai que me sinto de mãos atadas.
Há dias que me deparo com uma situação de injustiça, venho tentando de forma diplomática mudar o futuro, haja argumentos, haja paciência.
Mesmo de mãos atadas temporariamente, ontem consegui vencer mais uma etapa desta batalha.
Enquanto isso vou usar meu lado Macgyver até que o nó seja desfeito.

2 comentários:

J@de disse...

É linda a gente tem que ser de circo né? Eu também fui muito mais impulsiva prá lidar com injustiças antes de ter o Gabriel...
Que Deus abencôe vc nessa empreitada!!
Beijos!!

Emilia disse...

Força Vc tem, eu sei, de ânimo e coração! Vai ganhar essa batalha, ora se não vai!!!
Ih, eu há anos que queria saber o que significa a tonga da mironga do caburete! Até que enfim alguém me esclareceu!!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin