dezembro 05, 2006

O Barulho de Carroça


Sei bem, que meu blog parece máquina de fotocópia, criar algo novo que é bom, NADA.
Porém copiar texto alheio (sem ao menos saber a autoria) a Esfinge sabe. Sempre disse que não levo jeito para escrever, sou mais de sentir e de falar ao vivo, pois meus pensamentos são rápidos ou lentos demais, se paro para transcrever acabo misturando tudo e não vira nada. Quando li o texto abaixo achei perfeito, e quero compartilhar, mesmo para quem já leu vale a releitura.

Certa manhã, meu pai, muito sábio, convidou-me a dar um passeio no bosque e
eu aceitei com prazer. Ele se deteve numa clareira e depois de um pequeno
silêncio me perguntou:
- Além do cantar dos pássaros, você está ouvindo mais alguma coisa?
Apurei os ouvidos alguns segundos e respondi:
- Estou ouvindo um barulho de carroça.
- Isso mesmo, disse meu pai, é uma carroça vazia ...
Perguntei ao meu pai:
Como pode saber que a carroça está vazia, se ainda não a vimos?
Ora, respondeu meu pai. É muito fácil saber que uma carroça está vazia por
causa do barulho. Quanto mais vazia a carroça maior é o barulho que faz.
Tornei-me adulto, e até hoje, quando vejo uma pessoa: falando demais,
gritando (no sentido de intimidar), tratando o próximo com grossura
inoportuna, prepotente, interrompendo a conversa de todo mundo e, querendo
demonstrar que é a dona da razão e da verdade absoluta,
Tenho a impressão de ouvir a voz do meu pai dizendo:

"Quanto mais vazia a carroça, mais barulho ela faz..."

2 comentários:

J@de disse...

Eu conheço um bocado de gente assim viu?
Ah, e vc é criativa sim mulher!! É só se acostumar com o blog... eu demorei um pouco também...
Beijos!!

Emilia disse...

Maravilha, esse pai era sábio mesmo. O meu também era, bastante.
Vc, Esfingezinha, escreve muito bem, mas faz muito bem relembrar ou dar a conhecer outros textos para a gente.De qualquer das formas, usa sua criatividade. E que talento para escolher imagens Vc tem!!!
Abraços.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin