janeiro 17, 2007

Todos Num Só

Amor não tem prazo de validade e nem de garantia.

Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure

Minha chama foi imortal o tempo que durou.

E no meu mundo encantado tive um REI, que virava PRÍNCIPE, vestia fantasia de BOBO DA CORTE e se transformava em SAPO.

Era REI, porque... tinha o poder de encantar.

Era PRÍNCIPE, porque... era capaz de enfrentar qualquer dragão para me proteger, mesmo sem seu cavalo branco.

Era BOBO DA CORTE, porque ... me fazia rir quando algo de triste via em mim.



Era SAPO, porque ... como na simbologia de que sapo afasta mal olhado, conseguia barrar qualquer mal que chegava perto de mim.
Sendo assim, feliz é a mulher que tem um grande amor e nele encontra um: Rei - Príncipe - Bobo da Corte - Sapo.

4 comentários:

Emilia disse...

Não sei onde foi encontrar o mote para este post ;) mas soube glosar o tema de uma forma... deliciosa.Sinta-se feliz, pelo seu talento, mas também por ter tido na vida um grande amor, o que, no fundo, todo o ser humano procura, de uma forma ou de outra.
Abraço grande.

Segredos da Esfinge disse...

Emília,
Encontrei pelo que vivi.
Fico feliz que tenha gostado.
beijinhos

J@de disse...

É a definição mais legal de um grande amor que eu já li!
Que lindo você ter tido todo esse reino de uma vez só, e mesmo que hoje faça parte do passado, as lembranças iluminam seu presente.
Beijos!

Joana disse...

Isso mesmo! Adorei essa sua conclusão! Um conjunto de tudo é o melhor! e essa variedade parece-me perfeita! Bjs

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin