fevereiro 08, 2007

Canção Para Um Grande Amor


Sou apaixonada por música, para tudo na vida tenho uma música.
Canto se estou feliz, canto se estou triste.
Canto no banho, canto no trânsito, canto sozinha.
Canto em pensamento, quando não posso cantar.
Filhotinha sempre diz para eu participar de algum programa de TV, que tenha uma gincana sobre música, que eu ganharia o prêmio (olha!!! que ela não é do tempo do programa do Silvio Santos "Qual é a música").
Só tem um probleminha em tudo isso, eu canto muito malllllllllll.
O mais engraçado mesmo; era o que meu pai dizia (e diz):
- Acho que essa menina foi vacinada com agulha de vitrola.
Pois tudo que eu fazia em casa (e faço) é sempre ouvindo música e cantando.
Além de gostar da sonoridade, arranjos da canção, gosto mesmo é de ver o que a letra/composição tem como mensagem.
Eu ainda vou escrever um post sobre a "Trilha Sonora de Uma Esfinge".
Enquanto isso, segue mais uma música que gosto muito.

Mas agora vai
Deixa o vento te seduzir
Deixa o novo sonho te invadir
E não volte nunca mais aqui pra me esperar
Mas agora vai
Lança teu destino em outro mar
Não recues nunca pra ancorar
Nunca pra duvidar
Deixa o sol queimar a tua pele
Deixa o céu forrar a tua cama deixa amanhecer
Tua chama, teus desejos
Mas agora vai
Porque há vida em outra dimensão
Porque há paz no outro coração
Porque com a gente não!
Por que com a gente não?
Mas agora vai
Buscar os novos horizontes
Pousar no colo de outros ombros
Saciar a sede do teu corpo louco
Deixa o sol queimar a tua pele
Deixa o céu forrar a tua cama deixa amanhecer
Tua chama, teus desejos
Vai pra sempre vai
ser feliz é uma estrada sem fim
Tens a força que eu nunca atingi
Tens a dor mas ainda sei que tens a mim
Deixa o sol queimar a tua pele
Deixa o céu forrar a tua cama deixa
amanhecer
Tua chama, teus desejos
(Isabella Taviani)

Um comentário:

J@de disse...

Minha amiga tem muito bom gosto mesmo!! Isabella Taviani é tudo de bom!! Essa aí é uma das mais lindas dela!!
Beijos!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin