março 11, 2007

A Lista

A vida nos impõe cada vez mais normas, regras, controles. O maldito planejamento diário, já não bastasse o controle do tempo pelos ponteiros do relógio. Para "ganhar" tempo fazemos lista para as compras do supermercado, lista para tarefas diárias, lista de convidados para reuniões, listas e mais listas, porque acreditamos que uma lista economiza nosso tempo.

Quando é que iremos reservar um tempo para relacionar a lista das nossas prioridades de seres humanos? Lista de risos, lista de momentos de alegria, lista de abraços, lista dos livros favoritos, listas dos lugares que queremos conhecer, listas das palavras que queremos falar e ouvir, lista dos sonhos....


A Lista

Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você desistiu de sonhar
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas mentiras você condenava
Quantas você teve que cometer
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você

(Composição: Oswaldo Montenegro)

2 comentários:

J@de disse...

Eu amo essa música!!
E sabe que é uma boa idéia fazer uma lista dessas?
Beijos!!

Emilia disse...

Boa ideia mesmo, fazer essas listas que você sugere! Vou começar.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin