maio 19, 2007

Me Furta


Me furta os pensamentos,
Me furta a tranquilidade,
Me furta o racional,
Me furta os desejos,
Me furta a passividade.
Venha armado de coragem.
Para roubar de vez o amor.

13 comentários:

Mari disse...

Bonita imagem, bonita poesia, lindo o ser entregue à volúpia...

Bj

Osc@r Luiz disse...

Quintana já dizia: O Amor é quando a gente mora um no outro. Será preciso roubar pra conseguir isso?
Beijos carinhosos!

Edson Marques disse...

Esfinge,


Você tem razão:


O amor não se furta.

Ele tem que ser roubado!

Belíssimas metáforas!!!


Abraços, flores, estrelas..

Walter Jr disse...

Não me furtarei de te furtar...
Bj

aminhapele disse...

Vim aqui "parar" através do HISTORIASESABORES.
Gostei mesmo da visita.
Vou ser um visitante mais frequente.
Gostei da sua música.
Pelos meus "cantos" tenho Vinicius,Elis Regina,Madredeus e Sidney Bechet.
Até à próxima.

Cris disse...

Na verdade estou precisando mesmo é de um "justiceiro"....
Do tipo do zorro seria ótimo, não?
Com aquele chicote!Ui!Ai!hummmm
rsrsrsrsrsrsrsrs

beijinhos maldosos.

Menina do mar disse...

Lindo, pra quê mais palavras?
Beijinho.

Segredos da Esfinge disse...

Walter,
Obrigada por não "me furtar" da sua visita.
Bjo

A Minha Pele,
venha sempre, é uma honra receber os leitores de Tozé.
Abraços


Cris,
Estou rindo faz uns 5 minutos.
Você foi alémmmm da imaginação.
Mas eu ainda prefiro as flores e os beijos. Depois da sua dica aho que haverá muitas vendas de fantasias.
Beijos e cuidado com o chicote

Segredos da Esfinge disse...

Mari,
Não podemos podar o tempo todo a grande árvore da vida. Então deixo que alguns "ramos" brotem.
Beijinho


Oscar,
Como disse o Edson Marques são metáforas. Na verdade às vezes o outro não percebeu que a porta esta aberta, ou às vezes (como vc mencionou) não se deu conta que o amor já mora ao lado ou dentro de si.Então é o momento de usar as palavras.Ou seja, não precisa furtar ou roubar, basta perceber que o amor já foi entregue...é isso.
Beijinho

Edson,
É mesmo o sentido diferente que busco nas palavras, como vc disse em tenho "o jeito LOUCO", talvez minha loucura seja mais transparente que minha racionalidade.
Flores, beijos, abraços e estrelas

Cris disse...

Ouça-me...eu queria roubar isso de você...sorrisos!

Você já percebeu que o Edson Marques se espalha todo nos comentários dele. Acho que ele está roubando espaço também...rsrsrs.

Bjs.

Juliana disse...

Me furta o fôlego....
Ai ai ai.........
Pode saber o que vai nos meus pensamentos né??
Só vc pode...rs...que me conhece tão bem.
Te amo
Ju

Rubina disse...

Para além dos textos, as imagens são sempre tão bonitas Segredos. Abraço

jorge disse...

quando eu vier/
(quando eu te vir)/
hão-de se abrir para eu entrar todas as portas/
hão-de ranger sob os meus pés as sombras mortas/
e o teu quarto de luar se há-de cobrir.

quando eu chegar/
o sonho no teu sonho há-de quebrar-se/
e na onda do teu corpo levantar-se/
um temporal que a noite há-de amainar.

quando eu estiver/
numa orgia de prazer hei-de furtar-te/ao amor, à poesia, a toda a arte/que a paixão é tudo isso que requer.

quando eu partir/
dos meus olhos restará só a coragem/
mas em ti terá ficado a tatuagem
de um pássaro de fogo a refulgir.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin