dezembro 16, 2007

Nas Sombras

(foto: Edson Marques)


Quem nunca criou imagens com as nuvens?
Eu sempre vejo, às vezes passo um tempão olhando pro céu só para voltar aos tempos de criança e criar imagens com elas, vejo lá: cachorro, ursinho, flor, coração, papai noel... Não fiquem assustados, eu sou estranha mesmo (quase maluca - na verdade maluca).
Sempre procuro ver com outros olhos tudo que está em meu redor, algumas pessoas morrem de medo das sombras, do escuro, no meu caso, isso me encanta.
Aconteceu isso ontem, vendo o post do Edson Marques sobre a roseira.
Olhando a imagem daquela roseira, que ao primeiro olhar parecia tão frágil e delicada, vi em sua sombra uma árvore, cheia de pássaros (tem até beija-flor).
Acho que temos o poder de ver a vida como desejamos, ultimamente só vejo a minha pelo melhor ângulo, cheia de encantamento e felicidade.

15 comentários:

citadinokane disse...

Bem criativa, hein?!
Beijos
Pedro

Menina do mar disse...

É verdade, o mundo é o que cada par de olhos que nele habita consegue ver...a vida é mesmo subjectiva...
Um beijo enorme cheio de carinho!

paula barros disse...

eu vi os beijas-flor, até coloquei nos comentários.
gostei da sua idéia.

Anônimo disse...

Os beija-flores sempre beijam todas as flores que encontram pelo caminho, até que a ânsia lhes seja saciada. Animal, né?

Edson Marques disse...

Eu não tinha visto o beija-flor, que você e a Paula viram...


Então, eu te ofereço o beija-flor, poeticamente!

Abraços, flores, estrelas..

jorge disse...

gostei muito do post e da imagem. um beijo grande.

paula barros disse...

oi querida,

fui beijada por um beija-flor,
deixou em mim o mel das outras flores
estou com o coração mais apaixonado.Agora o triângulo será mais forte.


(espero q. vc tenha entendido o triângulo.Pq somos sempre as primeiras a nos deliciarmos com as
palavras do grande instigador de mentes e despertador de corações.)

sinta-se beijada

paula barros disse...

obrigada pela visita, pelas palavras bonitas, e volte sempre.

Adorei, me senti uma flor.

Tozé Franco disse...

Bonita imagem. Já a comentei no blog do autor.
Um abraço

Codinome Beija-Flor disse...

Pedro,
Não foi criativida, é que a imagem tem mesmo tudo isso. Não acha?
Bj

Menina do Mar,
Muito subjetiva.
Beijo cheio de carinho pra vc tbém.

Paula,
Eu não tinha visto seus comentários (fui olhar agora), achamos sim as mesmas imagens.
Obrigada vc, por sua visita e carinho.
Bjo

Edson,
A imagem é mesmo muito bonita, parabéns pela foto.
E obrigada por permitir publicála aqui.
Bjo

Tozé,
É de fato bela a imagem.
Abraços

Codinome Beija-Flor disse...

Anônimo,

Para você um comentário em especial:

Você disse: "Os beija-flores sempre beijam todas as flores que encontram pelo caminho", na verdade eles escolhem exatamente a flor a ser beijada. Sobre ser "Animal", penso que nos momento em que nos permitimos ser "animal", somos mais felizes, porque temos a coragem de ousar e suponho que você já se sentiu assim.(?!)
E como flor? sendo beijado pelo seu beija-flor? Já parou para prestar atenção que agora você é a flor única e com o mais maravilhoso néctar para seu beija-flor? Já perguntou ao o seu beija-flor o que ele sente quando colhe de você o mel?
Já se deu conta que agora você pode ser a flor onde o beija-flor queira passar o resto da vida?
Permita-se ser amado e beijado pelo seu beija-flor.
Para você um beijo de beija-flor

Cris Moreno disse...

Amiga, tenho um presente pra vc no blog.

Beijos.

Bem vinda em seu retorno à blogosfera.

J@de disse...

Linda foto!! Eu também vi o beija-flor!!
Beijos!!

Edson Marques disse...

Te revendo e te relendo.

Deliciosamente.

Abraços, flores, estrelas...

Rubina disse...

Tambem gosto de brincar com as sombras :)

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin