março 27, 2008

Os Sinais

Manual da Separação - Edson Marques
***
"Nem tudo dá pra devolver. Aquele primeiro sorriso, não dá mais pra devolver. Tudo aquilo que a gente pode pedir de volta, geralmente não tem valor profundo. E aquilo que a gente dá com amor não pode ser pedido de volta com raiva. Então, coisas a gente não dá, coisas a gente empresta, deixa em consignação. Importante é aquilo que você me deu e que vou levar quando morrer. Apenas isso é importante. Aquelas coisas que posso perder não podem ser dadas, nem merecem ser ganhas. São ninharias. Aquilo que pode ser perdido não merece ser guardado: isso vale para coisas, vale para gente, vale para o corpo das pessoas. Só merece ser guardado aquilo que não pode ser perdido nem pedido de volta.
O que eu te dei não pode ser perdido nem pedido de volta:
eu te dei amor."
(Do livro: Manual da Separação, página 18 - Edson Marques )
***
Ele é polêmico, para muitos... irreverente, causa espanto, perplexidade. Há quem duvide da profundidade de seus textos, já ouvi todos os tipos de críticas sobre ele. Pra ele pouco importa a opinião alheia, só interessa a sua LIBERDADE.
Edson Marques, sobre o comentário que me deixou: " ... e espero que o meu livro não esteja te chocando (muito)." - A resposta é: NÃO.
O livro não me choca, o que me choca de fato, é o medo que muitos de nós temos de AMAR.

3 comentários:

paula barros disse...

Quando li esse trecho achei muito profundo.
Se gosto do que Edson escreve?
Sou viciada no blog dele.
Se ele é profundo? depende do ângulo.
Depende de quem vê.
Se vê com olhos rasos, ou com olhos fundos.
Eu sei que nos escritos dele, eu me descubro e me confundo.
Me encontro e me aprofundo.

Ficou lindo!

Cris Moreno disse...

Este Edson é o máximo mesmo! Sempre me encantou e me irritou tb... rsrs...saudades. Ele sabe bulinar com as palavras, é verdade!(veja, falei só em palavras)! Estou quietinha! rsrs

Beijos aos dois. Parabéns, tb.

Ana Pallito disse...

A melhor definição de TESOURO que já li.

Como se pode pedir a alma à alguém?

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin