maio 25, 2008

Medo

Medo, um sentimento que eu desconhecia.
Mas que infelizmente se faz presente.
Um medo estranho, medo de não achar mais graça em nada.
Medo de não acreditar mais no que acreditava.
Medo de ser dominada pelo medo.
Medo de não achar o caminho de volta.
Medo de não vencer o medo.
Medo dos monstros que o medo traz.
Medo de não sorrir de coisas banais.
Medo de não ser o que eu era tempos atrás.
Medo de não lutar com unhas e dentes como sempre lutei.
Medo de me perder perante ao medo.
Medo de viver para sempre com o medo.
Mas, ainda resta alguma força, para lutar contra o medo.

7 comentários:

paula barros disse...

Muito bonito e bem escrito. Porém temos que lutar sempre contra todos os medos. O medo nos paralisa. E você não é disso.
Continue firme e forte na sua caminhada.
beijos

Menina do mar disse...

Há que encarar todos os medos que nos assombram de frente, a nossa padagem pela vida é breve demais para perdermos tempo com esses"medos", vc é forte demais para sentir edo seja do que for, acredite em você, o segredo está dentro de cada um de nós!
Um beijo minha Amiga!
Que tenha uma semana maravilhosa e ...
...sem "medos"!

vivi disse...

Querida,
Sempre vai haver força contra o medo.
O oposto do medo é o amor e este último sentimento eu tenho certeza que você tem muuuuito aí no seu coração. Não!?
Então...foque no seu amor...e não tenha medo...ou, ao menos, deixe ele de lado...
Beijos, querida! saudades!

Hellen Rêgo disse...

ave maria, essa boneca ai da medo mesmo...
:)
belo texto.
bjinhos

Emília disse...

Onde anda você, minha filha virtual??Medo sinto eu, sem saber onde você anda...Dá um sinalzinho, vá!Diz que o medo já passou.

Mari disse...

Somente a cara desse boneco me assustou, deu medo, rsrsrs..

Bjs Flor!

Joana disse...

Medo? Medo é bom de sentir, quer dizer que somos humanos, a questão é se o medo não nos restringe e impossibilita de sermos felizes. É bom ter medo, mas melhor ainda é ter coragem para enfrentá-lo.
Bjinhos

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin