agosto 10, 2008

Pai


Ontem passei parte do dia juntinho de você.
Como sempre, você cuidando de mim, me ajudando com os preparativos com a casa nova, vendo cada detalhe: Lâmpadas, espelhos das tomadas, acompanhando cada detalhe da pintura, trocando a fechadura, abre e fecha porta para conferir cada dobradiça... cuidando de mim.
Você é de fato meu herói, já tivemos tantas brigas, tantas opiniões opostas, mas nada disso abalou nosso amor, ao contrário, tudo só nos ajudou, são as nossas diferenças que nos unem tanto.
Quanta coisa aprendi com você (e aprendo até hoje):
Sei trocar chuveiro, gás, pneu, consertar tomadas, trocar lâmpadas, uso um martelo com mão firme (assim que você falava: "Deixa a mão firme").
Aprendi que toda casa tem que ter uma caixa de ferramenta, tenho a minha igualzinho você.
Ah! Você me deu uma furadeira de presente de natal (acho de tanto que eu pedia a sua emprestada).
Paizinho! Como esquecer a sua dor quando eu tive a minha casa arrombada, foi para você que primeiro liguei e você veio como um foguete para cuidar de mim, para juntar meus pedaços, como faz até hoje.
Lembro também da sua preocupação quando eu cheguei as 76 quilos, você com uma ternura sem fim, me chamou de cantinho e disse:
- Filha! Conta pra mim o que você tem. Tá doente? Tá precisando de ajuda?
Eu nem me dei conta o que era, te perguntei:
- O que foi Pai?
Você respondeu:
- Nunca te vi assim, perdeu a vaidade, logo você, tão delicada.
Aquilo foi um golpe direto no meu coração, ver a sua preocupação comigo, naquele momento acordei e coloquei um ponto final, voltei a ser (fisicamente) o que era.
Ontem, novamente me perguntou coisas que me chamam pra vida.
Só que desta vez omiti, não te contei o que tenho, apenas dei a desculpa do cansaço, a sua resposta me comoveu, ao ponto de não conseguir olhar em seus olhos.
Você disse:
- Te conheço tão bem minha filha, que não há cansaço que te faça perder o brilho dos olhos. Vou respeitar seu silêncio. Só não esquece que estou aqui, sempre que você precisar.
Não vou esquecer nunca que tenho você por perto, tão dentro do meu coração.

(Feliz dia dos pais para todos).

...

Pai!
Eu não faço questão de ser tudo
Só não quero e não vou ficar mudo
Prá falar de amor
Prá você...

(Fábio Jr.)

4 comentários:

Emília disse...

Lindo, este seu texto para seu Pai. Lindo mesmo, seu amor por ele.
Aqui o Dia do Pai é a 19 de Março, dia de São José.Beijo para seu Pai, e que ele continue a estar ao seu lado por muitos, muitos anos.

mari disse...

Flor,

Feliz dia pra vocês!

Bjs

citadinokane disse...

Falou e disse!!!
Beijos,
Pedro

silvioafonso disse...

.


Não deu para te ver chegar.
Não deu para telefonar.
Não deu para esquecer você.
Não deu para dormir sem pensar.
Não sei no que poderia acontecer.
Não penso no que pode dar.
Se um dia eu a conhecer.
Tudo em nossas vidas vai mudar.

silvioafonso.




.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin