janeiro 17, 2009

Novo Tempo


No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
Pra que nossa esperança seja mais que a vingança
Seja sempre um caminho que se deixa de herança
No novo tempo, apesar dos castigos
De toda fadiga, de toda injustiça, estamos na briga
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
De todos os pecados, de todos enganos, estamos marcados
Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
A gente se encontra cantando na praça, fazendo pirraça

(Ivan Lins / Vitor Martins)

12 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

CORPO! ALMA PERDIDA NOS MOMENTOS DE PAIXAO PROLONGADOS EM ABRAÇOS DE TERNURA...
Quarta-feira, Abril 04, 2007
Imagem no Silencio...
"Olhando a minha volta, tenho muitas vezes a impressao de que, para muitas pessoas, o tempo da vida se parece com um grande armario cheio de gavetas que elas tem de encher o mais depressa possivel... Estamos no tempo, mas nao temos tempo... Podar o ouvido, o olhar e o coraçao, tal como, na enxertia, se podam os ramos para que a flor nasça e se transforme em fruto."
Susanna Tamaro, Cada palavra e uma Semente

Linda semana para ti
beijos

paula barros disse...

Oi, querida

É a vida...por isso se vivi, se sobrevivi, se tem esperanças.

abraços, belo domingo.

Garota Misteriosa disse...

Linda Música...Obrigada mais uma vez, Pode deixar que irei fazer com que meus próximos 23 anos sejam sempre com muitas alegrias, serenidade e paciência.

Obrigada Querida ;)

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um domingo e uma semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

Tatiana disse...

Sua visita e palavras sempre alegram o meu coração, pois percebo sua atenção ao ler e comentar.

Obrigada viu?

E saiba que estar aqui lendo e ouvindo essa canção, trouxe mais luz ao meu dia!

Beijos mil

Menina do mar disse...

Lindo... Beijo de bom Domingo!!

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA CONDINE, BELO TEXTO... ADOREI DE CORAÇÃO... LINDO!
UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

poetaeusou . . . disse...

*
E esse alguém
Sabe que chegou
E calou a dor
de meu peito vazio
Triste é ser só
Sigo meu caminho
Mas não vou sozinho
Trago esse meu coração que diz
Amo as estrelas, amo certos olhos
Amo a quem me faz feliz,
,
in-ivan lins
.
conchinhas de luz,
envio-te
,
*

Aureliano Diniz disse...

Com certeza é uma linda música...
Parabenss pelo seu blog.

Quase Trinta disse...

Faz tempo que não via ouvia música...
NOVO TEMPO... pra mim, pra vc pra nós...

beijos

Branca disse...

Adoro essa música.
Seu blog é lindo... te linkei tá?
Boa semana pra ti,
bjos.

mari disse...

Flor,

Flor bela, flor linda, flor você...

Bj!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin