julho 10, 2009

O Dever de Sonhar


Eu tenho uma espécie de dever,
o dever de sonhar, de sonhar sempre,
pois sendo mais do que um espectador de mim mesmo,
eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso.
E assim me construo a ouro e sedas em salas supostas,
invento palco, cenário,
para viver o meu sonho, entre luzes brandas
e músicas invisíveis.

( Fernando Pessoa )
Definitivamente Beija-Flor parou e pensou nos conselhos da Filha.
Ih! É melhor começar (do começo), do jeito que vai não vai ser fácil entender.
Faz alguns meses que Filha anda "batendo pesado na mãezinha dela" (claro que batendo no bom sentido).
Ela resmunga, esbraveja, briga, fala pelos cotovelos, pois eu vivo: de casa para o trabalho - do trabalho para casa.
No máximo que faço é ir num final de semana ou outro para casa da minha mãe ou das irmãs.
No dia dos namorados saímos para almoçar (filhota e eu), eis que ela lança a seguinte pérola:
- Mãe! dá pra parar de olhar para esse celular? Dá para levantar a cabeça um pouco e olhar para os lados?
- Hmmm?!?!? O que aconteceu filha?!
- Nada Mãe! Não tá acontecendo nada e vai continuar acontecendo menos ainda. Pois você não olha o mundo em volta de você. Você não sonha com nada.
E, sem continuar entendendo nada, tento mais uma vez.
- ! Filhota! Então qual o problema?
- Qual o problema mãeeeee! Hoje é dia dos namorados e você não tem namorado. Pois você não olha para os lados, não nota ninguém e nem permite ser notada por quem quer que seja.
O Sermão da "Montanha"... (leia-se "Montanha" = "Filha") continua:
- Mãe! Você acha mesmo que vai aparecer um príncipe encantado lá na nossa porta tocando a campainha? Esqueceu que moramos em apartamento? E sou eu quem busca a pizza? Então Mãeeeeeeeeeeeee, nem mesmo o entregador da pizza tem a possibilidade de ser seu príncipe encantado.
Euzinha, num "passamento" danado, sem entender absolutamente nada, pergunto:
- Filha! Qual o problema?
- Poxa Mãe! O problema é que você é bonita, inteligente e não acho justo você deixar a vida passar assim.
- Passar assim como?
- Sem brilho, sem amor. Poxa Mãe! Tá na hora de sair da toca.
Engraçado a expressão: SAIR DA TOCA.
Não tinha me dado conta, mas eu vivo mesmo na TOCA.
Mas sou obediente e filhota anda toda feliz, afinal a mãezinha dela saiu da TOCA nas últimas semanas:
- 26/06 - Fui (no formato "vela") tomar chopinho com dois casais de amigos.
- 27/06 -Fomos (eu e filhota) na festa junina na casa da mãe da Nózinha.
- 30/06 - Fui na despedida do meu ex-estagiário, que foi trabalhar numa das empresas da família.
- 08/07 - Fomos (euzinha, Terê, Fididondinha e irmão) ao Show da Luiza Possi no :: Teatro das Artes :: .
Continuo não olhando para os lados, mas já coloquei a cabeça para fora da toca.
1) Bater papo com os amigos faz bem, pois é garantia certa de boas gargalhadas.
2) Assistir ao show da Luiza Possi foi bom também, afinal ela canta bem e é uma graça com o público.
3) Sair da TOCA faz bem.
Talvez filhota esteja certa: Eu tenho dever de sonhar.

11 comentários:

paula barros disse...

Continua sem olhar para os lados foi ótimo e eu aqui sorrindo, contigo e comigo.

Sexta-feira sai para dançar e um rapaz que estava com minha amiga me disse: você deixe jeito, com essa cara, sem olhar para ninguém...ninguém se aproxima, e você não vai ver ninguém olhando para você...e tem que eu estou vendo...eu sorri e pergutei - e tem é?

Até flor recebi, mas não sabia o que fazer...

Vamos sair da toca? rsrs

beijo, diz a tua filha que serviu para mim também, e que ela devia dá umas aulas de sair da toca, olhar para os lados, rsrsr

Dama de Cinzas disse...

Quanto mais velha a gente vai ficando,mas na toca entramos, é preciso sempre fazer um movimento pra fora...

Beijocas

Mulher Super Sapiens disse...

Faz muitíssimo bem! Sabe, passei uns tempos assim, às vezes é necessário se retrair um pouco, ficar só consigo mesma, repensar as coisas que andou fazendo da vida nos últimos tempos... Mas olha, a coelha aqui resolveu sair da toca e anda se divertindo muito (kkkkk, naquele 'padrão' de divertimento que vc já sabe).
Concordo com sua filhota: sai da toca, mulher!
Kkkkk, bjocas, bom final de semana ;)

Mulher Super Sapiens disse...

Ah, esqueci de falar sobre minha nova filosofia: "a seguradora de vela hj será recompensada amanhã, nem que seja com o reino dos céus". kkkkkkkkkk, terrível, minhas filosofias estão ficando cada vez piores. Blé.

Mulher Super Sapiens disse...

Ah, a propósito, vi el perneta hj na tv, e vou te falar: a concorrência vai ser grande, pq eu vou entrar na luta tb, me aguarde! Juro que vou! kkkkkkkkkkkkkk.

Codinome Beija-Flor disse...

MSS,
CONCORRENCIA... N Ã O OOOOOO.
Poxa vida! A gente tava indo tão bem.
Recém conhecidas na blogosfera, eu aqui achando que vc era gente boa (rsrsrsrsr) agora já não sei não, tá de olho no meu ei Roberto Carlos.
Sei nãooooo assim você abala a maizade (rsrssrsrsrs), mas vu deixar vc repensar no caso.
Bjo

Mulher Super Sapiens disse...

Fia, amigas amigas, Roberto Carlos à parte! Nem vem, quero ele cantando 'Côncavo e convexo' bem pertinho do meu ouvido! kkkkkkkkkkkkkkkk.

Sonia Schmorantz disse...

Adoro a inteligência e a vivacidade de tua filha, devia aprender mais com ela, rss
beijos e lindo final de semana

Codinome Beija-Flor disse...

MSS,
"Olha aqui, preste atenção essa é a nossa canção" ... ops, minha dele é claro (rsrsrsr)
Pra mim ele vai pedir o "Café da manhã",vai viver comigo a nossa "rotina", e é comigo que vai"cavalgar por toda noite".
KKKK mexe com quem tava quietinha, mexe!!
Bjo

Tozé Franco disse...

Olá Beija-flor.
Grande sabedoria a de sua filha.
Vejo que surtiu efeito. Ainda bem!
Um abraço.

mari - pedra de alquimia disse...

Flor,

Você também já vai para o Rio e é uma toca a menos, rsrsrsrs
Vale a pena viver sim, sua filha tem razão, então procure olhar para os lados, faz bem amiga...


Bj!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin