março 31, 2006

Sorvete



Um dos prazeres da vida. Para saborear um sorvete é necessário conhecimento(como vinho). Não pode ser consumido apenas para refrescar nos dias quentes de verão. Tem algo mais, ritual de degustação. Ou seja, saber de que forma você gosta do seu sorvete, que acompanhamento terá. Eu particularmente prefiro sorvete com recheio, aquele que você vai saboreando lentamente. Tem que ser consistente, que não derreta rápido, para ser degustado sem pressa. Sorvete de qualidade tem temperatura ideal (não congela) e conforme o sorvete vai sendo envolvido pelo calor da boca, ele vai liberando sua calda, esse momento é muito bom. Mas como tudo que é bom.... acaba. No entanto, fica ainda na lembrança o sabor do sorvete. Até o momento em que se possa saborear novamente o sorvete predileto.

2 comentários:

Emilia disse...

Fotos e texto bem engraçados. É você a protagonista?

Segredos da Esfinge disse...

Emilia,
Sou apenas protagonista na forma de tomar o sorvete, mas fotos não.
Bjo

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin