outubro 11, 2006

Aprendendo Com As Crianças


Amanhã, 12/10, dia da Criança.

Será que ensinamos ou aprendemos com elas?


O que é o amor?

"Numa sala de aula havia várias crianças.
Quando uma delas perguntou à professora:
- Professora, o que é o amor?
A professora sentiu que a criança merecia uma resposta à altura da pergunta inteligente que fizera. Como já estava na hora do recreio, pediu para que cada aluno desse uma volta pelo pátio da escola e que trouxesse o que mais despertasse nele o sentimento de amor.
As crianças saíram apressadas e ao voltarem à professora disse:
- Quero que cada um mostre o que trouxe consigo.
A primeira criança disse:
- Eu trouxe esta flor, não é linda?
A segunda criança falou:
- Eu trouxe esta borboleta. Veja o colorido de suas asas, vou colocá-la em minha coleção.
A terceira criança completou:
- Eu trouxe este filhote de passarinho. Ele havia caído do ninho junto com outro irmão. Não é uma gracinha?
E assim as crianças foram se colocando.
Terminada a exposição à professora notou que havia uma criança que tinha ficado quieta o tempo todo. Ela estava vermelha de vergonha, pois nada havia trazido.
A professora se dirigiu a ela e perguntou:
- Meu bem, porque você nada trouxe?
E a criança timidamente respondeu:
- Desculpe professora. Vi a flor e senti o seu perfume, pensei em arrancá-la, mas preferi deixá-la para que seu perfume exalasse por mais tempo. Vi também a borboleta, leve, colorida! Ela parecia tão feliz que não tive coragem de aprisioná-la. Vi também o passarinho caído entre as folhas, mas ao subir na árvore notei o olhar triste de sua mãe e preferi devolvê-lo ao ninho. Portanto professora, trago comigo o perfume da flor, a sensação de liberdade da borboleta e a gratidão que senti nos olhos da mãe do passarinho. Como posso mostrar o que trouxe?
A professora agradeceu a criança e lhe deu nota máxima, pois ela fora a única que percebera que só opodemos trazer o amor no coração e não em nada físico."

Fica aqui uma lição.
Pra minha filhota amada, sempre o meu AMOR.
E beijos nas crianças.

5 comentários:

Emilia disse...

Linda homenagem às crianças! Beijinhos à filhota!

Segredos da Esfinge disse...

Emilia.
Manda beijinho, pra suas eternas crianças. Pois para nós, os filhos não crescem jamais. Beijinho no netinho.

Emilia disse...

Ah, obrigada, querida. Sabe, vou ter mais um netinho(a), se tudo correr bem,para Maio.Estou feliz. Espero que dê tudo certo. Crianças são o melhor do mundo, dizia o poeta e bem.
Beijinhos.

Segredos da Esfinge disse...

Emilia, que delicia essa sua novidade, vamos então aguardar a chegada do novo baby, afinal uma nova vida é sempre a manifestação de alegria.
Fiquei surpresa com o seu comentário sobre a frase de Fernando Pessoa, pois foi a frase que veio no pacote de doces da filhota que ela recebeu na escola.
"Grande é a poesia, a bondade e as danças, mas a coisa melhor do mundo são as crianças."
Beijos

J@de disse...

É... tanta gente acha que é preciso apalpar o amor... belo texto!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin