outubro 11, 2006

Pó de Pirlimpimpim

Hoje é véspera de feriado prolongado.
Nem mesmo tirando pó de pirlimpimpim da canastra, da Emilia vai ter jeito.
Por falar em Emília... veja que delícia de blog Gustava Tanto Dele, aproveita para conhecer agora e deixa o trânsito pra mais tarde.

"O feriado prolongado provocou o maior congestionamento do ano na cidade de São Paulo. Às 19h30, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 204 quilômetros de vias congestionadas na capital – a média para o horário é de 80 quilômetros.
A marca supera os 195 quilômetros registrados no dia 15 de maio, quando uma facção criminosa realizou ataques contra alvos civis e militares na cidade. Entretanto, acredita-se que o congestionamento neste dia tenha ultrapassado os 215 quilômetros, no entanto, uma pane nos equipamentos de medição da CET impediu o registro correto da lentidão.
Às 20h desta sexta-feira, o congestionamento em São Paulo apresentou queda, mas segue muito acima da média para o horário. A marca ficou em 151 quilômetros, contra 40 quilômetros de média.
Confira aqui a situação do trânsito em SP."
(Fonte: MapLink Notícias)

3 comentários:

Emilia disse...

Oh, querida Esfinge, de tantos segredos bons! E eu que nem tinha visto este seu chamado a meu cantinho! MUUUUUUUUUUito obrigada!!
Que simpática! Eu não sei criar links (sou muito ignorante :( mas vou pedir a quem sabe que me crie um link para aqui vir, lá no meu canto.Você merece!
Beijão grande.

Segredos da Esfinge disse...

Emilia,
Não há o que agradecer, é que seu cantinho é mesmo acolhedor e bom demais.
beijinhos

J@de disse...

Vou lá ver qual é... apesar do feriado já ter passado! hehehehe!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin