novembro 27, 2006

Chove Chuva, Chove Sem Parar


Segunda-feria, já não é o dia mais gostosinho da semana, e lá fora chove, chove, chove, já posso imaginar o trânsito do final do dia. Tenho duas opções, ou me rendo ao péssimo humor, ou canto. Vou de segunda opção. Mas tenho que adaptar a letra, pois cantar para mulher não dá certo não.

Lá fora está chovendo
Mas assim mesmo
Eu vou correndo
Só pra ver o meu amor
Pois ele vem toda de branco
Todo molhado, lindo e despenteado
Que maravilha
Que coisa linda
Que é o meu amor
Por entre bancários,
Jato, móveis, ruas e avenidas
Milhões de buzinas
Tocando minha harmonia sem cessar
E ele vem chegando de branco
Meigo, puro, lindo e muito tímido
Com a chuva molhando
Seu corpo lindo que eu vou abraçar
E a gente no meio da rua
Do mundo, no meio da chuva
A girar, que maravilha
A girar
Chove chuva, chove sem parar
Chove chuva, chove sem parar
Pois eu vou fazer uma prece
Pra Deus, Nosso Senhor
Pra chuva parar de molhar
O meu divino amor
Que é muito lindo
É mais que o infinito
É puro e é belo
Inocente como a flor
Por favor, chuva ruim
Não molhe mais o meu amor assim
Por favor, chuva ruim
Não molhe mais o meu amor assim
Chove chuva, chove sem parar
Chove chuva, chove sem parar
O a ri a ai o
oba oba oba oba
O o o o o
a ri a ai o
oba oba oba oba
Mais que nada
Sai da minha frente
que eu quero passar
Pois o samba está animado
e o que eu quero é dançar
Este samba é misto de maracatu
É samba de preto velho
Samba de preto to
Mais que nada
Um samba como este tão legal
Você não vai querer
Que ele chegue no final
O a ri a ai o
oba oba oba oba
O a ri a ai o
oba oba oba oba
O o o o o
a ri a ai o
oba oba oba oba
(Jorge Bem Jor)

5 comentários:

Emilia disse...

Hi, dessa aí só me lembro do refrão. Muito bonito. Faz anos que não oiço e bateu uma vontade de ouvir agora. Mas onde? :(

Segredos da Esfinge disse...

Emília,
Na maioria dos provedores de internet, existe opção de ouvir rádio. Copiei o link pra você, veja se dá certo. Basta você copiar o endereço abaixo.
Me conte depois se deu certo, beijinhos.

http://app.uol.com.br/radiouol/player/frameset.php?opcao=umamusica&nomeplaylist=005666-2_05%3C@%3ESamba_Esquema_Novo%3C@%3EChove,_Chuva%3C@%3EJorge_Ben%3C@%3E0000%3C@%3EJorge_Ben

J@de disse...

Vc fez um pout-pourri Jorge Ben... que no meu tempo ainda não era Jor!! hehehehe!!
Minina choveu tanto por aqui ontem também, ainda bem que no Centro e no Estácio não foi muito...
Obrigada pelo carinho lá no meu post... já já essa tristeza passa...
Beijos!!

Emilia disse...

Viiiiiiiiiiva!! consegui ouvir mesmo! Você é a maior, Esfingezinha do meu coração!!!
Abraços grandes e muito obrigada pela atenção.

Segredos da Esfinge disse...

Emilia,
Não há o que agradecer.
Fiquei muito feliz por ter dado certo. Eu preciso ainda te enviar o "passo-a-passo" de como funciona o skipe, não esqueci. Logo, logo te mando tudinho, é que meu micro aqui em casa é lento (muito lento) ainda não tive como enviar.
Beijinhos pra você.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin