dezembro 28, 2006

Mistérios


Um fogo queimou dentro de mim
E não tem mais jeito de se apagar
Nem mesmo com toda a água do mar
Preciso aprender os mistérios do fogo
pra te incendiar


Um rio passou dentro de mim
que não teve jeito de atravessar
Preciso um navio pra me levar
Preciso aprender os mistérios do rio
pra te navegar

Vida breve natureza
Quem mandou coração
Um vento bateu dentro de mim
E eu não tive jeito de segurar
A vida passou pra me carregar
Preciso aprender os mistérios do mundo
pra te ensinar


(Maurício Maestro e Joyce)

4 comentários:

jorge disse...

muito bonito.

um abraço.

Emilia disse...

Você diz que não faz poesia, mas eu acho que quem ama poesia assim, tem pelo menos alma de poeta.
Abraço grande.

Segredos da Esfinge disse...

Jorge e Emília,

Essa composição é mesmo um lindo poema.

* Emelia vou colocar o link, para você ouvir a música é tão linda. Beijinho

http://musica.busca.uol.com.br/radio/index.php?ref=Musica&busca=mist%E9rios¶m1=homebusca&q=mist%E9rios&check=musica#

J@de disse...

Minina eu amo essa música!! Nem tenho mais o que falar... hehehehe!!
Beijos!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin