janeiro 31, 2007

Vontades

São 22h24 e ainda estou no trabalho (sem previsão para ir embora), hoje o dia foi inútil, sem graça, sem cor, sem sol, sem risos, sem vibrações, sem alegria e sem almoço.
Problemas, chatiações teve de montão.
Todos os dias eu agradeço o dom da vida, pelo meu emprego, pelo meu alimento, pelo ar, por minha saúde....por tantas coisas.
Espero que Deus entenda, mas hoje não tenho muito o que agradecer.
Hoje só tenho vontades.
Vontade mesmo... de pedir para essa "nave" parar um pouco, que eu quero descer.
Vontade de tomar banho de chuva.
Vontade de ser "minha".
Vontade de ter um tempo meu.
Vontade de ficar sozinha.
Vontade de ficar com amigos e rir de tudo.
Vontade de apertar campanhia da casa dos outros e sair correndo.
Vontade de fazer bolinha se sabão.
Vontade de comer pão quente com manteiga Viação.
Vontade de comer bolo de fubá da minha mãe.
Vontade de andar de bicicleta.
Vontade de comer bala de goma.
Vontade de andar nua.
Vontade de cantar embaixo do chuveiro.
Vontade de ler meus livros.
Vontade de pular amarelinha com minhas irmãs.
Vontade de brincar de casinha com minha filha.
Vontade de ouvir música.
Vontade de molhar os pés na água do mar.
Vontade de balançar numa rede.
Vontade de amor e amar.
Vontade de conversar com meus pais.
Vontade de falar mil vezes "Eu te amo".
Vontade de dançar.
Vontade de deitar na grama verde e contar estrelas.
Vontade de beijar.
Vontade de ganhar e dar um abraço.
Vontade de ser gente.
Vontade de ser mulher.
Vontades... deixadas no passado....

2 comentários:

J@de disse...

Que todas as suas vontades sejam satisfeitas!! Nas que eu puder ajudar a satisfazer... tô aí!!
Mil beijos!!

Emilia disse...

Não! Não deixa essas vontades no passado!!! Passa elas para o presente e sai correndo atrás!!
Bjo.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin