março 17, 2007

Quero Amanhecer Amando

Que sensação estranha, me sinto tão sozinha
A vida tão vazia pedindo companhia
Um sonho pra viver
Meu coração distante agora quer voltar
Voltar a apaixonar-se
A dividir no peito o amor que existe em mim

Quero amanhecer amando
Alguém que seja tudo que eu quero
Que me traga os momentos que eu espero
Que me guarde em seu peito
Me aceite do meu jeito
Quero amanhecer amando
Alguém que seja forte, seja frágil
Que me busque ao sentir-se vulnerável
E me guarde do meu jeito
Me aceite do meu jeito

Minha razão se cala, meu coração te chama
Inventa uma presença, alguém a quem pertença
A quem possa se dar

Talvez seja loucura, nem sei quem é você
Mas sei que é meu caminho
E eu sigo na procura até acontecer

Quero amanhecer amando
Alguém que me defenda dos meus medos
Que me arranque de uma vez dos meus segredos
Que me guarde em seu peito
Me aceite do meu jeito

Quero amanhecer amando
Alguém que esteja sempre ao meu lado
Que me faça esquecer o que é passado
Que me faça pensar somente
Que me guarde em seu peito
Me aceite do meu jeito


(Danilo Romo/Bebu Silvetti - Versão: Paulo Sérgio Valle)

3 comentários:

citadinokane disse...

Segredos,
E não é que amanheço amando, siempre!
Obrigado por visitar o nosso mafuá.
Abraços,
Pedro

Emilia disse...

Não cessa de me espantar como você conhece uma canção, um poema para cada ocasião, para cada emoção...você foi feita ao ritmo de música, tenho quase a certeza.Dona Segredos e o senhor seu Pai gostam de música também, é?
No dia em que Vc amanhecer amando, me conta?
Bjo.

Segredos da Esfinge disse...

Emilia,
Só vi uma única vez meu pai cantarolando, minha mãe gosta sim e muito, mas eu não sei o que é.. eu sou mesmo movida por música.
AH! Também acho que foi num belo ato de amor e ao som de alguma música que fui feita.
Beijos

**Prometo sim que te conto quando eu amanhecer amando e principalmente se encontrar quem me achei do meu jeito.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin