abril 22, 2007

Me Dá Sua Mão...


Me dá sua mão,
................me deixa te conduzir...
...............................me deixa te levar pra vida...
....................me deixa te fazer sorrir....
.
.
.
Eu vivo gritando Viva, mas você parece não me ouvir.
Eu sei que todos temos uma certa tendência
neurótica em deixar as coisas como estão.
Em salvar as aparências.
Em manter as estruturas, mesmo que apodreçam.
Quase todos temos uma enorme preguiça
de agitar as circunstâncias.
Propendemos a deixar tudo como está,
embora vivamos fazendo promessas de mudar o mundo.
Mas você sempre deixa pra depois.
Você chuta o agora. Você adia o instante.
Você posterga o hoje.
Você deixa tudo pra depois.
Até parece que você pensa que vai viver mil anos...
Mas não vai, não.

(Edson Marques)

2 comentários:

Cris disse...

Eu bem que tentei...mas ele disse não à vida. Valeu a tentativa.
Entre feridos e mortos, saí apenas com um esparadrapo no peito...só para encobrir o estrago.
Bjs. boa semana pra vc.

Segredos da Esfinge disse...

Cris,
Só não diga não para vida "VOCÊ", ele não sabe o que perdeu.
Beijos e uma semana linda pra vc.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin