maio 23, 2007

BAWDY CAN BE SANE

(Nu- Luis José Paiva de Carvalho)


Bawdy can be sane and wholesome,
in fact a little bawdy is necessary in every life
to keep it sane and wholesome.

And a little whoring can be sane and wholesome.
In fact a little whoring is necessary in every life
to keep it sane and wholesome.

Even sodomy can be sane and wholesome
granted there is an exchange of genuine feeling.

But get any of them on the brain, and they become pernicious:
bawdy on the brain becomes obscenity, vicious.
Whoring on the brain becomes really syphilitic
and sodomy on the brain becomes a mission,
all the lot of them, vice, missions, etc., insanely unhealthy.

In the same way, chastity in its hour is sweet and wholesome.
But chastity on the brain is a vice, a perversion.
And rigid suppression of all bawdy, whoring or other such commerce
is a straight way to raving insanity.
The fifth generation of puritans, when it isn't obscenely profligate,
is idiot. So you've got to choose.

.
( D. H. Lawrence* )

7 comentários:

Segredos da Esfinge disse...

*In: Poesia erótica em tradução / seleção, tradução, introdução e notas de José Paulo Paes. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.


A INDECÊNCIA PODE SER SAUDÁVEL


A indecência pode ser normal, saudável;
na verdade, um pouco de indecência é necessário em toda vida
para a manter normal, saudável.

E um pouco de loucura* pode ser normal, saudável.
Na verdade, um pouco de loucura* é necessário em toda vida
para a manter normal, saudável.

Mesmo a loucura** pode ser normal, saudável,
desde que haja troca de sentimento verdadeiro.

Mas se alguma delas for para o cérebro, aí se torna perniciosa:
a indecência no cérebro se torna obscena, viciosa,
a loucura* no cérebro se torna sifilítica
e a loucura** no cérebro se torna uma missão,
tudo, vício, missão, insanamente mórbido.

Do mesmo modo, a castidade na hora própria é normal e bonita.
Mas a castidade no cérebro é vício, perversão.
E a rígida supressão de toda e qualquer indecência, Loucura* e relações assim
leva direto a furiosa insanidade.
E a quinta geração de puritanos, se não for louca*, é idiota. Por isso, você tem de escolher.

(*Louca, loucura - adaptação da Esfinge)

Cris disse...

We need bawdy and whoring to live sane.

Kiss.

aminhapele disse...

A indecência sempre fez parte da normalidade saudável.
Um abraço,com atrazo.

Edson Marques disse...

Ah...

D. H. Lawrence, o grande safado (no sentido de Safo e não de safadeza!)


Abraços, flores, estrelas..

citadinokane disse...

Esfinge,
Sou um pouco indecente y mucho loco... O que eu posso fazer? Nasci assim!

Anônimo disse...

Adorei! Loucura, loucura, loucura...

Bjs

Mari

J@de disse...

Bom mesmo é ser indecente... hehehehe!!
Beijos!!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin