maio 02, 2007

Seu Corpo


Eu gosto do seu corpo,
Eu gosto do que ele faz,
Eu gosto de como ele faz,
Eu gosto de sentir as formas do seu corpo, dos seus ossos.
E de sentir o tremor firme e doce de quando te beijo,
E volto a beijar,
E volto a beijar,
E volto a beijar.

(Poema de E. E. Cummings)

5 comentários:

J@de disse...

Bão já tá consertado, esse poema foi declamado pela Ana Carolina num dvd, Lee fez um post http://opgoth.blogspot.com/2005/07/insatisfao.html
Lindo demais!!
Beijos!!

Tozé Franco disse...

Ora então tudo de bom para esse lado do Atlântico.
Um abraço.

Rubina disse...

Lindo :)

Cris disse...

Tudo de bom para o outro lado do Atlântico então...
Segredo arretado esse...
Bjs.

Mari disse...

E eu gosto do seu blog, Esfinge.

Abçs

Mari

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin