maio 04, 2008

A Tal Felicidade...


"Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo."
Carlos Drummond de Andrade

"Procura em ti a explicação da vida.
Se não a encontrares,
não a procures nos seres e
nas formas que te rodeiam."
Paulo Bomfim


Sábios demais, não?
É preciso refletir com tais versos e pensameto, tantas vezes responsabilizamos o outro pela nossa felicidade, como se o outro tivesse a obrigação de nos fazer feliz, sobretudo no amor, um pensamento quase mesquinho, se o outro despertou em nós o amor, já merece todo nosso respeito, sem a obrigação de corresponder da mesma forma.
Mesmo que o outro não faça mais parte da nossa vida (ou nunca tenha feito), é melhor o amor solitário; ao coração vazio.
Tantas vezes escuto alguém dizer: "Mas se ele(a), tivesse comigo, seria diferente" ou ainda, "Se eu tivesse alguém que me fizesse feliz.".
Ora, como querer dos outros aquilo que nem temos em nós, como querer atenção e carinho, se deixamos de nos dar a devida atenção e carinho.
Quantas vezes paramos para agradecer pela vida?
Quantas vezes damos atenção ao que vai dentro de nós?
Temos o costume de só lembrarmos de Deus no momento de dor, e mesmo assim para pedir, raras vezes para agradecer.
Definitivamente, nossa felicidade depende única e exclusivamente de nós, piegas ou não.
Como diz minha Amiga Terezinha: "Hoje eu acordei com uma vontade louca de ser feliz, sozinha ou acompanhada."

7 comentários:

Menina do mar disse...

É isso mesmo minha querida amiga!
A nossa felicidade depende de nós próprios, depende de nós o rumo que queremos dar à nossa vida, depende de nós o que fazer nas linhas traçadas pelo destino.
Um beijo enormeeee de boa semana e acorde assim, com essa vontade, de hoje em diante!

vivi disse...

Concordo plenamente em gênero, número e grau...
Depende de nós... só de nós... pois só nós sabemos a dor e alegria que há no nosso coração.
To tentando aplicar este ensinamento à minha vida...em todos os aspectos...
Vou aprendendo aos poucos.
Beijos com saudades,

Verbo Amar disse...

Lendo seu Post, me fiz uma pergunta e continuo pensando sobre o assunto, quem sabe você me ajuda?
"...é melhor o amor solitário, ao coração vazio."
Diria que quando amamos jamais deixaremos um coração vazio.
Ou melhor ainda, em um coração vazio jamais permitirá um amor solitário.
Desta maneira para complicar mais ainda, é melhor deixar o solitário vazio e o coração cheio de amor.

Bjs

Ps. Concordo com você o importante é ser feliz!

Edson Marques disse...

Beija-flor,

hoje eu também falei algo sobre a "tal felicidade"..

Gostei do Drummond, do Bonfim, e, claro, do teu texto também!


Abraços, flores, estrelas..

paula barros disse...

Oi, querida
Chegando de viagem visitando os amigos.
Concordo com o seu texto, não podemos procurar a felicidade no outro. Ainda fazemos isso com uma frequência incrível. E se não procuramos a felicidades no outro, as vezes permitimos que o outro nos deixe triste.
beijos saudosos

blog do dudu santos disse...

E´minha querida!! nós temos o comando do nosso rumo...quando encontramos nós mesmos, encontramos tudo....
bjo

Mari disse...

Amiga,

Felicidade é estar aqui...

Bjs

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin