abril 27, 2008

Sonhei

Que percorrias em mim... sua boca,
Que me fazias cócegas com a ponta da língua,
Que colhias em mim o néctar (do nosso amor),
Tal qual como faz em vida o Beija-Flor.

5 comentários:

Dama de Cinzas disse...

Vc leva jeito pra postar sim!!

Vamos combinar uma coisa, pare de apagar seus rascunhos e os publique, tenho certeza que tem muita coisa boa indo pro lixo! eheheh

Esses seus dois ultimos posts que comentei foram ótimos.

Beijos

ANGELO ALFONSIN disse...

Obrigado pela sua generosidade, não tenho nada demais a não ser a vontade de permanecer vivo por enquanto.
Também vou ter aqui um lugar desses
que se procura mundo afora e não se acha.
Volte sempre.
Angelo

Menina do mar disse...

nunca se deve deitar fora nada do que escrevemos.... não seja louca sim??
Fico à espera de mais novidades...

Cris Moreno disse...

Sonhei...

Beijos.

Cris Moreno disse...

Amiga, achei a coisa mais linda este post e levei para o blog. Tem problema? Por que entrou uma moça lá, irmã de um poeta que coloquei uma poesia dele e ficou ofendida. Tirei do blog dele. Expliquei pra ela como funciona a blogosfera, que um dá força para o outro e tal. Mas, já tirei o post dele e tb o link. Agora fiquei até com medo de vc também se magoar. Se errei, diga-me que tiro logo tb o post. Beijos.

Boa semana.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin