agosto 08, 2008

08 do 08 de 08


Estranho ou não.
Esse é o post: 808


O número 8 representa o que permanece em equilíbrio: A Justiça !
Na mitologia egípcia, Anubis é a representação máxima do número 8.
Anubis (saturno) faz o julgamento dos mortos através de uma enorme balança, onde, num dos pratos, é colocado o coração do iniciado, do outro, encontra-se uma pena.
Este simbolismo, indica, para o bom iniciado, que o coração não pode pesar mais que uma pena, daí a importância da pureza em nossa evolução.
Compreende-se que a evolução do homem (quadrado) se dá no momento em que ele completa 28 anos (4×7=28).
Observamos então o mistério do número 28 (4×7) = 2 (polaridade-equilíbrio), 8 (justiça-julgamento) que, curiosamente, é o ciclo de saturno.
No aspecto da evolução da alma, 2 representa a polaridade entre emoção e a mente (alma), 8, a consciência (espírito) que julga estes veículos, etc.
O oito representa o dia da ressurreição do Senhor e também a futura ressurreição de todos os santos .
Daí que nas indicações junto ao título do salmo 6 conste: “Para o oitavo”. O número oito - ensina Agostinho - simboliza o mundo futuro.
Pois o oito sucede o sete, número que representa o tempo.
Após a mutabilidade desta vida (simbolizada pelo sete) o oitavo dia é o do juízo. Daí, conclui Agostinho, o título do salmo 6: “Para o oitavo”, onde se diz: “Não me repreendas, Senhor, em tua indignação; em teu furor não me castigues” (Agostinho, Sermão 260 C,3).

2 comentários:

Emília disse...

Pois é, mas o que você não sabe é que, apesar de longe de ser equilibrada, sua amiga aqui chegou ao fim dos seus 58 anos, neste dia 8 do 8 de 2008 eheheh...
Beijo, Flor.

blog do dudu santos disse...

E ainda tem a borboleta 88, uma das mais lindas do universo
bjo do artista

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin