junho 04, 2009

Na Corda Bamba


Onde andam meus pensamentos,
Onde pulam meus sentimentos,
Onde atravessa meu coração,
Onde caminho de olhos fechados,
Onde acho equilíbrio,
Onde pulo num pé só,
Onde coloco minha vida,
Onde arriso,
Se chego na outra ponta? Não sei.
Prefiro a certeza do tombo,
Jamais a inércia.

6 comentários:

Fabricante de Sonhos disse...

Beija flor...

Isso aí! Sempre em movimento.
A certeza do tombo...
Caiu? Levante-se!
Sempre há um recomeço.

Adorei o texto!!!

Beijos

Fabricante...

Menina do mar disse...

:) E dizes tu que não andas inspirada Flor... ai amiga que coisa tão linda, sentida, adorei!
Beijo no teu coração de ouro :)

Helinha disse...

Oi, amiga!!

Ótimo texto!!

Sim... nada pior que a incerteza do "se"... Ficar pensando: "como seria se eu...", é terrível!!

Já me arrependi de coisas que fiz, mas pelo menos eu fiz e pude conferir o resultado... pelo menos eu tentei...

Ah!

Tem um selo pra vc no meu blog!! Veja o post do dia 04!!

Beijos!!

Johnny Garden disse...

Oi.

Acho que é o que estamos vivendo aqui. Arriscando, mas com muito otimismo.

Um beijão.

Johnny.

blog do dudu santos disse...

Estou gostando deste teu ectoplasma poético, esta é sua verdadeira identidade
bjo do artista

paula barros disse...

Vá...porque você já aprendeu a cair e a se levantar. Você já tem seu equilíbrio interno. Qualquer pedra no meio do caminho, qualquer tombo, será sempre uma parada para o crescimento.

abraços

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin