janeiro 22, 2010

Vai Entender?!

Coisa mais estranha!
Por que temos o hábito de deixar coisas que gostamos de lado?
E, quando nos damos conta não fazemos mais aquilo que tanto gostávamos de fazer.
Pois é! Foi o que aconteceu comigo.
Meu sonho de criança era ter uma bicicleta, só que a grana lá em casa era curta.
Eu recortava dos gibis da Turma da Mônica as tirinhas com a frase: "Não esqueça da minha Caloi".

Colocava nos bolsos do meu pai, dentro dos sapatos dele, na chave de casa.
Pecado! Eu não tinha noção alguma de quanto custava uma bicicleta e noção menos ainda eu tinha das condições financeiras dos meus pais, afinal de contas , tive a felicidade de ter uma infância tão feliz, com tanto amor e brincadeira, que nem sabia qual a diferença do rico e do pobre, pra mim (talvez na mente de criança) só era pobre quem passava fome; o que graças ao bom Deus nunca aconteceu lá em casa, ao contrário, minha Mãe com as mãos de fadas que tem sempre fez as melhores delícias gastronomicas.
A infância foi passando e a bicicleta não veio; mas a vontade de ter uma bicicleta não passou juntamente com a infância.

Um dia qualquer; lá pelos meus 20 e poucos anos comentando com um ex-namorado sobre as recordações da infância, eis que o assunto bicicleta apareceu sei lá como.

Cá entre nós blogueiros de plantão; essa Beija-Flor aqui já teve a grande sorte de ser muito bem tratada pelos "ex´s".

Para minha surpresa, passados uns dias daquela conversa.... de repente, não mais que de repente... chego em casa e me deparo com uma Caloi Ceci, todinha rosa magenta.


Pedalei muito... adora pedalar! Sensação de liberdade ao sentir o vento no rosto, parecei a mesma menina dos tempos em que colocava o recadinho: "Não esqueça da minha Caloi".
Não sei ao certo quais os motivos que me levaram a deixar cada vez mais a bicicleta parada num canto, mudou algumas vezes de casa, de tanto mudar de um lado pro outro acabei esquecendo numa garagem do prédio que morava muito tempo atrás; algumas vezes pensei em buscar, mas sempre tinha algo aparentemente mais importante me esperando e a bicicleta ficou no passado (assim como tantas outras coisas que me eram tão gratificantes, porque a maldita "responsabilidade" nos rouba o prazer).

Só que eu já disse recentemente aqui, que Papai do Céu resolveu mesmo me fazer feliz. No finalzinho de Novembro ganhei outra bicicleta (até com jeitão de coisa de atleta); com a correria do final do ano ela teve que esperar um pouquinho para ser montada.

Uipe! Ontem fui buscá-la na oficina. Fazia uns 18 anos que eu não subia numa bicicleta (engraçado demais) eu sou canhota para andar de bicicleta (e nem me lembrava).

Deu um medinho danado para sair do lugar, mas consegui andar metade de um quarteirão.

Final de semana chegando! Feriadinho na segundona (aniversário da cidade de S.Paulo)...

Láriláráááááá Beija-Flor vai voar baixo... olha a minha Azulinha



7 comentários:

Sil disse...

Rs..

Que legal..
Qdo crianças tínhamos uma (éramos 3)... lembro do dia que ela foi roubada de casa... uma pena..

Desde então nunca tivemos.. gostaria de ter.. mas considero este meu bairro muito perigoso....

A da academia tá indo.. mas eu prefiro ir no parque.. mesmo alugando uma... para sentir o vento na cara...

Vixe..
Bom demais sô!

r.s.

Um beijo flor, aproveita a magrela!!

Sonia Schmorantz disse...

Vai devagar, pela sombra, mas sobretudo divirta-se muito! Como se diz, a gente teve infancia, mas não teve caloi, hora de aproveitar, rsss
beijos, otimo fim de semana

Dama de Cinzas disse...

Que Deus conserve essa sorte...rs

Ganhar uma bicicleta do ex não é pra qualquer uma.. eheh

Eu não ganho presente nem dos atuais... rs

Beijocas

Codinome Beija-Flor disse...

Meninas,

Vamos ver se o tempo ajuda, afinal só chove em S.Paulo.

Bjs

EDUARDO POISL disse...

Que a minha solidão me sirva de companhia,
que eu tenha coragem de me enfrentar,
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir, como se
estivesse plena de tudo".

Clarice Lispector


Desejo um lindo domingo para você.
Abraços com todo meu carinho

Garota Misteriosa disse...

A sua história em relação a bicicleta lembrou a minha. Posso contar? ...

Bom, quando eu tinha meus 7 para 8 anos sonhava em ter uma bicicleta, já tinha tido, mas havia quebrado, e meu tio um dia chegou em casa em seu fusquinha fazendo a festa. e lá estava a minha 1° bike oficial. me lembro detalhadamente da cena. eu fiquei tão feliz que acabei acreditando que quem tinha me dado era o Silvio Santos (naquela época tinha o programa porta da esperança... e eu gostava de assistir) Que saudade gostosa que senti agora. Pedalei muito naquela bicicleta. ela era vermelha.

Mikaele Tavares disse...

Tbm sou assim. Tem coisas que eu quero muito e por vezes eu faço,mas outras vezes eu esqueço de lado e depois perco o interesse.
Bjs

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin