maio 31, 2010

Como nos velhos tempos

Sabe aquela sensação de: "Já vivi isso". De fato já vivi.
Epa, epa, epa! Vamos começar do começo D. Beija-flor!
Os últimos dias foram por demais tumultuados, realmente faltaram horas nos meus dias, as tradicionais vinte e quatro horas não foram suficientes.
Mas de tudo que aparentemente é ruim sempre me presenteia com algo bom e embora muitos me julguem louca por achar isso, não adianta vou continuar achando sempre.
O fato foi o seguinte:
Pai Amado, passou por exames de rotina, só que o resultado de um deles nos tirou da rotina por completo, quando veio diagnóstico de  neoplasia.
Ele soube da notícia ainda do consultório,  com a mesma suavidade na voz me ligou e  fez o comunicado, não sei se a minha reação foi a que ele esperava, mas apenas disse: - Pai! Vamos então em busca da cura.
Não foi a primeira vez que ouvi um diagnóstico assim, já havia passado isso com o ex-marido (que ficou completamente curado).
A minha reação foi a mesma, eu tenho por hábito dar foco na cura e nunca na doença.
Na consulta seguinte fui com meu pai, o mais engraçado foi o espanto do médico com a minha reação, ele comentou que em 99,9% dos casos os familiares sofrem com pesar ao ouvir o diagnóstico e a minha reação era quase um espanto para ele, pois eu só me preocupava em saber qual seria o tratamento, qual seria o percentual de chance decura, qual seria a data da cirurgia, ao ponto do médico me perguntar se a minha ocupação era também na área da saúde, num tom de brincadeira respondi que sim, da seguinte forma:
- Claro doutor! Da área da doença que não sou.
Ele sorriu e entendeu o que eu dizia.
Nosso único foco foi na cura e só ela recebeu nossa atenção.
Tudo foi tão rápido, da consulta até a intervenção foram menos de trinta dias.
Na última terça-feira, literalmente cortamos o mal pela raiz, a recuperação do meu pai tem sido fantástica, também ele se cuida até, uma saúde invejável.
Sabe qual tem sido o proveito de tudo isso?
É que meus pais estão em minha casa, ficarão comigo até que ele retire os pontos e esteja novinho em folha.
Entro em casa, tem cheiro de pai e mãe no ar, cheiro de amor por todos os lados, cheiro do jantar preparado com tempero que só mãe sabe o segredo.
Vejo as mesmas cenas da minha infância:  Meu pai lendo o jornal, a minha mãe cantarolando antigas canções, tantas lembranças da infância.
Tudo com o mesmo sabor e amor dos velhos tempos.
E agora eu vou embora correndo, porque a filha disse que estão me esperando para o jantar.


PS: O único receio é com a balança, pois não há como fugir das delícias que a minha mãe faz diariamente.

11 comentários:

Garota Misteriosa disse...

São as coisas da vida não é mesmo...

Mas fique tranquila, tudo vai se resolver... Aqui de longe mesmo sem conhecer, desejo e emano que tudo ocorra bem, que o tratamento haja resultados positivos...

E aproveite ainda mais os minutos com todos que amam, pois o dia de amanhã ainda nos é surpresa...

Abraços pra ti, ótimo feriado e tenha um agradável Final de semana!!!

silvioafonso disse...

.

Por favor, perdoe a minha
grosseria, porque, assim que
eu abri a sua janela eu só estava
preocupado com minha vaidade.
Eu queria vê-la nua de suas
vergonhas e com este pensamento eu
esqueci que você é filha, é
mãe e um ser humano maravilhoso.
Eu não quis saber de suas dores ou
das dores de quem você gosta e
precisa; eu só pensei em mim. Eu
queria mostrar o melhor dos meus
sorrisos, a minha camisa nova e
assim acabei entrando por onde não
podia, não devia.
Só agora, tantas horas depois eu
me dei conta do desprezo que você
poderia ter de mim e só por isso eu
troquei o texto. A você não
interessava se a escola ou o
governo vão bem, mas interessava
o abraço, o ombro amigo onde
você pudesse ficar até se
recompor.
Perdoe-me, eu continuo torcendo
por ele e por sua recuperação.

silvioafonso.








.

Codinome Beija-Flor disse...

Garota,

Obrigada pelo carinho, bom demais ler seu comentário.
Bjos


Silvio,
Não teve nada de grosseiro no seu comentário anterior, não deveria ter apagado.
Como seu comentário anterior falava de certo modo de poítica, aproveito pra dizer que esse blog tem seu lado democrático e meus leitores possuem todo o direito de comentar o que bem entender, independentemente se o comentário vai ter algo com a postagem ou não.
Bjos

silvioafonso disse...

.

Meu Deus, quanta bondade...
E eu aqui, falando bobagem e
tomando o espaço destinado aos
mais sensíveis e educados.
Desculpa, novamente.

silvioafonso







.

Garota Misteriosa disse...

Obrigada vc pelo carinho!!! :D

silvioafonso disse...

.

Saudade do Rio, dos encontros
e desencontros. Do falatório dos
bares, das moças de olhos vivos,
cantadas irresistíveis, da
gorjeta certa e das contas erradas.
Saudade do chope gelado, do
coração apertado, da fumaça dos
cigarros proibidos, irritante
desconforto dos afoitos, atrevidas.
Garçom falante, gerente ativo,
casal que se prende nos braços da
verdade e nos beijos da mentira.
Garçom! A saidera e um tira-gosto.
Um tira-gosto à saidera. Mais um
para ir embora, deixa que eu pago
a conta e começamos tudo de novo.
Garçom! Traga outra rodada porque
agora é a vez deste convidado...

silvioafonso.












.

blog do dudu santos disse...

Minha querida amiga!! Isso mesmo!!Sempre do lado da vida, assim que devemos encarar tudo
bjos do lado da cura

Branca disse...

Poucas pessoas conseguem encarar os problemas de frente, com otimismo e fé; às que conseguem, o sucesso é sempre garantido.

Bom fds!

Rubi disse...

As melhoras para o pai. Beijos

silvioafonso disse...

.

Vim pra rever meus sonhos.
Pra lembrar dos meus momentos
e pra saber se me esqueceu...

silvioafonso.





.

Jussara Christina disse...

Dando uma passadinha para conhecer vcs, quem sabe nasce um grande amizade?
Adorei teu blog!
Se puder visita meu cantinho tb!
Vou te seguir ... Adoro pessoas inteligentes, observadoras, guerreiras!
Bjs doces!

*´¨)
¸.·´¸.·*´¨) ¸.·*¨)
(¸.·´ (¸.·` *♥ Jussara ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin