fevereiro 04, 2007

Eu Também...


Não é caso de"Amor Platônico" tão intenso como do post abaixo. Aproveito o comentário do Cireneu, para falar de Lygia Fagundes Telles, uma mulher linda, admirável, encantadora, inteligente e sábia (de nada vale a inteligência sem sabedoria). Se homem fosse, de certo seria apaixonado por ela também (na verdade sou apaixonada sim), tem mais um detalhe, ela faz aniversário no mesmo dia que minha Mãe e Roberto Carlos.

(...) "Com a ponta da língua pude sentir a semente apontando
sob a polpa. Varei-a. O sumo ácido inundou-me a boca. Cuspi
a semente: assim queria escrever, indo ao âmago do âmago
até atingir a semente resguardada lá no fundo como um feto".
(Verde lagarto amarelo)
Lygia Fagundes Telles

*Emilia, Andorinha , Sofia, Alucinógena, vocês estão de parabéns, pelo bom gosto.

2 comentários:

J@de disse...

É paixão!! Isso mesmo!! Homem, mulher, não importa, há pessoas que transcendem!!

simaocireneu disse...

Imagine este pobre Cireneu, que já teve a oportunidade de conversar com Lygia sobre Verde Lagarto Amarelo... e ouvir aquela mulher genial falando, explicando, urdindo tramas de Esaú, Jacó, Caim, Abel?? Haja coração, haja neurônio!

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin