maio 10, 2007

Companheiro!!

(Papa / Sra. Papagaio de Pirata / (em homenagem ao Cireneu ) Mulla )


Eu vi um trechinho do Jornal da Globo.
Jurava que ele ia soltar um tradicional:


" COMPANHEIRO PAPA"


Foi só um pouquinho pior... chamou a Santidade de: "Você".
Eita que esse presidente de vocês me mata de vergonha.

3 comentários:

Lana disse...

Nos tambem ....morremos de vergonha do mesmo!
E rezamos para que 2010 chegue depressa...snif..snif..snif

Osc@r Luiz disse...

Companheira Esfinge,
Vossa Santidade parece muito prejudicada com a visita desse "Você" (ou seria "Senhor" - ele já tem uma certa idade)...
Principalmente na questão "trânsito".
Pense que talvez a sua mudança de rota, tenha tirado Vossa Santidade do "lugar errado" na "hora errada", e o Universo pode, ao contrário do que imaginou, ter conspirado a seu favor.
Eu mesmo, se fosse o Universo, conspiraria em seu favor o tempo todo!
Beijo-vos as mãos e lavo-vos os pés!

simaocireneu disse...

Cara Esfinge,
agradeço-lhe pela homenagem. Quanto ao papa, nesses dias andei pensando (de vez em quando eu penso, desculpe-me!), como fiz àquela época em que veio o Dalai Lama ao Brasil, e também há pouco tempo, quando um Rabino (desnecessário dizer-lhe o nome) subtraiu algumas gravatas de determinadas marcas, em loja(s) do Exterior. Esses líderes religiosos têm responsabilidades tão grandes, que muita vez se me afigura que sobre suas cabeças está suspensa, presa apenas por um tênue fio, uma espada como aquela que sobre a cabeça do famigerado cortesão de Siracusa pendia... sei não, sei não, mas eu não queria tanta responsabilidade assim para mim, que já me bastam as minhas poucas. E a esses dâmocles modernos, bem como a V. e a seus leitores, meus afetuosos amplexos.

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin