junho 05, 2007

Amargo


Nem sempre a vida é doce. Quando ela teima em ser amarga, logo procuro um modo de adoçar. E, com muita parcimônia (afinal depois de tanto esforço para eliminar 16 quilos, não posso atacar uma barra inteira) vou saboreando um chocolate branco.
Se resolve, não sei?
Por alguns segundos a vida me parece doce.
* Essa barra dura dois ou três dias

10 comentários:

Andorinha... disse...

Ai, que delicinha!
Me dá um pedaço?!
coitado daquele que não sabe quantos milagres uma pequena quantia de chocolate podem operar, não é, Esfinge?!
Muitos beijos,

Segredos da Esfinge disse...

Andorinha,
Pra vc dou uma barra inteirinha.
Beijos

Menina do mar disse...

Hum... nham, nham...
quase que consigo sentir o sabor de uma bela barrinha de chocolate derretendo na minha boca.
Também recorro a esse truque nos dias mais escuros da minha vida...
bjo

Walter Jr disse...

Vim engordar um pouquinho e adoçar a vida aqui, posso? Hum, Uma delícia esse blog!

Edson Marques disse...

Resistir ao chocolate é uma barra...



Abraços, flores, estrelas!

Segredos da Esfinge disse...

Menina do Mar,
Faz bem mesmo um chocolatinho.
Eu divido com vc minha barra tá!
beijinhos

Walter,
Não vamos engordar não, vamos dividir entre os amigos a barra de chocolate, assim a gente adoça a vida sem aumentar o peso.
Abraços

Edson,
É mesmo uma barra.
Flores e beijos

Sofia disse...

Dois dias??? Nas minhas mãos não dura uma hora hehehehe
Abraços

J@de disse...

Se fosse na minha mão não durava 5 minutos!! Força de vontade nenhuma!! Ainda bem que a vida é sempre doce... hehehehe!!
Beijos!!

Osc@r Luiz disse...

Logo você que sempre adoça nossas vidas com as palavras, precisando de doçura, querida?
Que toda a doçura do mundo agora, saia de onde esteja e venha adoçar a minha amiga Esfinge!
É uma ordem!
Beijinhos doces!

rodrigo disse...

inverno é um desafio de conter o estômago, ou melhor, a boca :-)

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin