junho 25, 2008

Falar de Deus

Cada vez mais vejo que é: "patético, ridículo, fora de moda, piégas, brega, cafona... quase uma agressão", quando o assunto é falar de DEUS.
Independente de religião, mas falar em DEUS como demonstração de Fé, eu vejo "caras e bocas", como se falar de DEUS fosse um sinônimo de fraqueza, algo assim:

- Caracá maluco!! você acredita nisso ainda? E, em papai noel também?
- Credo!!! como você é fraco!
- Puxa! eu não acredito que você tá falando isso.

Ah! O que seria de mim sem DEUS na vida, sem minha fé (às vezes até abalada), mas fé que revigora, que me mostra luz, que me orienta, que me reconforta. Fé em DEUS.

Deus está aqui neste momento
Sua presença é real em meu viver
Entregue sua vida e seus problemas
Fale com Deus, Ele vai ajudar você.

Deus te trouxe aqui
Para aliviar os teus sofrimentos

É Ele o autor da fé
Do princípio ao fim
De todos os seus tormentos

E ainda se vier, noite traiçoeira
Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo
O mundo pode até
Fazer você chorar
Mas Deus te quer sorrindo

Seja qual for o seu problema
Fale com Deus, ele vai ajudar você
Após a dor vem a alegria
Pois Deus é amor e não te deixará sofrer

Deus te trouxe aqui
Para aliviar os seus sofrimentos
É Ele o autor da fé
Do princípio ao fim
De todos os seus tormentos

E ainda se vier, noite traiçoeira
Se a cruz pesada for, Cristo estará contigo
O mundo pode até
Fazer você chorar
Mas Deus te quer sorrindo

2 comentários:

Hellen Rêgo disse...

Menina passei para te deixar um grande abraço.
bjos

Joana disse...

Concordo com tudo! Quem não acredita em nada é que anda perdido! :) E acreditar em papai noel também às vezes faz bem tb...

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin