outubro 29, 2008

Deus! Vem cá.


Deus!
Vem cá.
Senta aqui, me faz entender a vida.
Vem cá.
Explica o sentido dela.
Vem cá.
Bem pertinho de mim.
Vem cá.
Alivia a minha dor, alivia meu amor.
Vem cá.
Qual o sentido da gente sofrer assim?
Vem cá.
Seja de que forma for, vem com jeito de bom velhinho ou simples menininho.
Vem cá.
Preciso tanto do seu carinho.
Vem cá.
Só quero conversar.
Vem cá.
Vem Deus.
Me acalmar.

5 comentários:

Ju disse...

Amada...
Todos os anjos estão no colo de Deus...
Lá uma menininha de cabelos cacheados e longos...Boquinha em forma de beijo...Olhos de estrelas...Sorriso de princesa...Altivez de rainha...está sentada...e Ele passa Mão em seus cabelos e explica os "porquês"...Ela um dia entenderá!!
Porque Deus, Flor...Olha pelos anjos que à Terra encaminhou! Ele olga por você...Ele olha você, meu anjo.

blog do dudu santos disse...

quando tinha uns 35 anos me apaixonei tanto, mais tanto, que quando acabou achei que não conseguia mais viver de tanta dor....ai percebi que eu estava doente, nada merecia tanto sofrimento, afinal só tinha terminado um relacionamento de amor, a vida continuava, logo apareceu outro amor, percebi que o sentimento "amor" é eterno, mas não necessariamente com a mesma pessoa, muitos amores surgem e se vão...a vida é bela e certamente Deus quer que mude a direção do seu amor...ele não é careta
bjo do artista

citadinokane disse...

Ei Deus! Psiu!
Vem cá, vem!
Precisamos tanto dessa paz, vem!
Bjs

Allan Mactonio disse...

Que tal ler o Livro dos Espíritos hem? http://virtualbooks.terra.com.br/RocketEditions/o_livro_dos_espiritos.htm

Não vai resolver tua vida mas te dará uma nova direção!

Gostei do Blog! Bom Fim de Semana! Allan

Anônimo disse...

oi
eu chamei e Ele veio!

bj gd

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin