dezembro 01, 2008

No Balanço das Horas, Dias, Meses e o Ano de 2008


O primeiro minuto, do primeiro dia, do último mês do ano de 2008.
Passou como um cometa o ano de 2008, tantas expectativas eu tinha para 2008, no último dia de 2007.
Nem sei se fiz pedido na virada do ano quando acontecia as badaladas e o encontro dos ponteiros em plena zero hora, quando nascia o 2008.
Talvez eu tenha falado com DEUS, para que me desse coragem para começar mais um ano, com a certeza de fazer algo diferente, de ter coragem de fazer o que não fiz em 2007.
E agora nesse pré-balanço de 2008, vejo que algumas coisas foram de fato alcançadas, outras não.
E, não fazem mais parte dos sonhos que eu sonhava, porque o que era sonho, no fundo seria pesadelo, como sempre DEUS tira no momento certo o que eu achava certo, mas que futuramente viesse a ser o pior tormento da vida.
Um ano de mudanças, pequenas ainda, comparado com todas as mudanças que eu desejo, mas antes um pequeno passo, que passo algum.
Um ano de muitas lágrimas, mas também de alguns sorrisos.
Nessa grande escola da vida, depois da fase de "recuperação", acho que passo "de ano".

5 comentários:

aminhapele disse...

Ainda é cedo para balanço,minha amiga.Quem sabe se Dezembro não a tornará mais feliz...
Por aqui temos um dito:"só se contam os ovos,depois de vendidos"...
Um abraço.

Cleo disse...

Beija-Flor, muito bom fazer um balanço geral e não deixar para a última hora, assim temos mais tempo de rever o que ainda falta sonhar.
Beijos de amizade prá ti.
Deixo aqui o selinho:

http://i418.photobucket.com/albums/pp262/Stardust_049/selos-premios/y1pUtyNdgPiDe_1ZnHyxoiLJIfJ-fWS5P_B.jpg

Luiz disse...

Por falar em balanço, senta numa balança do parque e nas suas idas e vindas o vento oxigenará teu cérebro e verás com mais claridade que coisas improváveis aconteceram pra você este ano. Essa maldita metamorfose moderna que não nos deixa observar os detalhes. Por que a vida urbana galopa num puro sangue árabe.
Grandes detalhes como teu post abaixo sobre SC. Um sopro de Deus que pode estar reprovando certas barbaridades que ocorrem no submundo da octoberfest. Quem somos nós para julgar senão ajudar. Principalmente nós que somos conhecedores do tríplice aspecto.
E os detalhes pequenos, que passamos por cima com um rolo compressor. Seu olhar reflexivo sob as lentes que corrigem sua visão carnal não impedem que você veja a vida com a visão maturada pelos anos de janela que a gente conquista só com o tempo.
Espero que a dor de cabeça tenha passado!
Bjus!!!!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Beija-Flôr, o balanço parece-me positivo, pelo menos não sofres-te com situações menos boas... Deus olhou por ti!...
E o novo Ano será mais um passo para tu concretizares os teus deseijos com a força e ajuda do Senhor nosso Deus... Fica com ele Amiga!... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Codinome Beija-Flor disse...

Rui,
É só um pré-balanço, farei de tudo para não quebrar os ovos (risos).
Abraços

Cléo,
A gente tenta sempre.
Bjo pra vc também e obrigada pelo selinho

Luiz,
Acho que foi o vai e vem dos pensamentos "balançados", que me causaram a tamanha dor.
Mas agora a dorjá passou.
Bjos

Fernanda,
Obrigada pelos votos.
Bjos

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin