abril 04, 2010

Tantos Questionamentos


Por que o tempo tem passado nessa velocidade?
(Ao ponto de faltar tempo para escrever no blog)

Por que sofremos tanto em determinados momentos e depois de tanto tempo a gente não consegue entender o motivo de ter sofrido tanto?

Por que a gente nunca consegue saber o verdadeiro motivo que fez um amor não dar certo?
(Esse é um questionamento do passado. Afinal, no momento presente tudo muito bem)

Por que a gente sempre acha defeito na gente?
(Eu e a briga constante com a balança)

Por que a gente sempre tem mais conta a pagar do receita para receber?
(Meu salário não entende que os mês tem no geral 30 dias)

Por que a TPM tem que existir?

Por que a gente tem receio de dizer: EU TE AMO?
(Desse receio eu já me livrei, falo toda vez que sinto vontade)

Por que eu faço tantos rascunhos nesse blog e depois deleto tudo?
(Vai entender...)

Por que quanto mais a gente vê a pessoa que a gente ama, mais saudade a gente sente?

7 comentários:

J@de disse...

Esse fim de semana eu estive com Marcinha e comentei com ela que já ia ligar pra vc hoje pra saber de vc eu heim!!
Vê se não some garota!!
Beijos!!

Vini Matos disse...

Por que querendo ou nao, nos fazemos aquilo que sempre buscamos e nem sabemos que fazemos com tanta perfeição: vivemos apenas o presente! e se vivemos o presente sentimos saudade, da saudade vem a dor, da dor a carencia... e por ai vai!

Mulher Super Sapiens disse...

Faço-me a maioria dessas perguntas todo santo dia, mas de todas a que mais me maltrata é aquela que indaga sobre a maldita TPM! Ô raiva! kkkkk, saudades de vc, viu?

Bjocas :***

blog do dudu santos disse...

Porque será que sempre somos sempre........
bjos e saudades

Sonia Schmorantz disse...

Perguntas interessantes, e aposto que terá dezenas de respostas diferentes e criativas, rsss
beijos

citadinokane disse...

Porque chegamos aos "entas"?

Anônimo disse...

Fisgada pelo texto do perfil...e aqui também perguntando: por que, por que, por que...

Quem sabe as respostas são mesmo infinitas?

Abços

O Que Sou:

Um misto de:
Fracasso e conquista,
Coragem e medo,
Brutalidade e fragilidade,
Vida e morte, mulher e bicho,
Sonhos e pesadelos.
Sou um fio de esperança.

"Um misto de fracasso e de conquista.
Um medo transmutado de coragem.
Tão frágil como a rosa que se avista.
Brutal no cinzentismo da paisagem.
Assim mulher e bicho me retrato.
Mesclando o pesadelo com o sonho.
E vivo de incertezas... e me mato.
Num fio de esperança que reponho."
(Jorge)

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin